Início Saúde Cultural Vai de quê, no Dia Mundial sem Carro?

Vai de quê, no Dia Mundial sem Carro?

78
0

No próximo sábado, 22/09, comemora-se o Dia Mundial sem Carro (DMSC) e os questionamentos que surgem junto com a data já são velhos conhecidos dos brasileiros. Como incentivar as pessoas a adotar a bicicleta, se a infraestrutura cicloviária e a fiscalização no trânsito ainda são precárias? Como optar pelo transporte público inacessível, de má qualidade e caro? Como fazer uma simples caminhada pelo bairro, se as calçadas são mal desenhadas e, de modo geral, depredadas?

Para pedir maior atenção dos governantes para a questão da mobilidade urbana, diversas iniciativas da sociedade civil aproveitaram a data para se unir e lançar a campanha O governo da minha cidade não colabora. A ideia não é incentivar os brasileiros a deixar de aderir ao DMSC. Pelo contrário: a intenção é participar, mas deixando claro que os governos ainda têm muito a fazer para que os cidadãos possam desfrutar do “luxo” de deixar o carro em casa todos os dias da semana para usar outros meios de transporte de qualidade.

Como expressar isso? As iniciativas criaram um cartaz que diz: “Eu vou de …. no Dia Mundial sem Carro, mas o governo da minha cidade não colabora” e estão convidando todos os brasileiros a completar a frase com o meio de transporte que usarão neste sábado. Depois, é só divulgar a peça onde quiser: no blog, na assinatura do e-mail, no Facebook… O importante é mostrar que você gostaria de deixar o carro na garagem todos os dias do ano, mas precisa de meios de transporte de qualidade para isso. Que tal aderir?

Para isso, basta seguir os seguintes passos:

  1. Entre no site da campanha
  2. Imprima o cartaz
  3. Escreva como você vai para o DMSC (bike, carona, ônibus, patins … seja criativo!)
  4. E por fim, publique sua foto com o cartaz na página do DMSC no facebook
Ah, e não se esqueçam que  todas as ciclofaixas de lazer de São Paulo também vão funcionar amanhã, no mesmo horário dos domingos, de 7h às 16h. São, ao todo, 72 km de ciclofaixas de lazer ativas. Quem quiser aderir às bicicletas como alternativa pode conferir aqui no blog onde pedalar!
 
 
Fonte: Planeta Sustentável

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui