Início Saúde Física Usar transporte público faz bem à saúde, indica pesquisa

Usar transporte público faz bem à saúde, indica pesquisa

78
0

Você prefere dirigir para o trabalho do que ir de transporte público? O resultado de um novo estudo pode fazer você mudar de ideia. Ir de ônibus ou trem para o trabalho ao invés de carro pode significar em uma redução no risco de pressão arterial, diabetes e sobrepeso.

O líder do estudo, Dr. Hisako Tsuji, diretor do Moriguchi City Health Examination Center in Osaka, Japão, e colegas recentemente apresentaram a descoberta no American Heart Association’s Scientific Sessions 2015, nos Estados Unidos.

A equipe usou dados de 5.908 adultos do Japão. Os participantes passaram por exames médicos em 2012 e responderam como iam ao trabalho.

Eles foram divididos em três grupos: aqueles que andavam de transporte público (ônibus ou trem) para ir ao trabalho, aqueles que iam caminhando ou andando de bicicleta para o trabalho e os que iam de carro para o trabalho. A idade média dos grupos eram entre 49 a 54 anos.

Homens eram mais propensos a ir dirigindo para o trabalho do que as mulheres, de acordo com os pesquisadores, enquanto as mulheres eram mais propensas a usarem o transporte público ou ir andando ou de bicicleta.

Em comparação aos motoristas, os participantes que usavam o transporte público para ir trabalhar eram 44% menos propensos a terem sobrepeso, 34% menos propensos a terem diabetes e 27% menos propensos a terem pressão arterial alta.

Os pesquisadores ficaram surpresos em encontrar que o risco da pressão arterial alta, do sobrepeso e do diabetes eram mais baixos em quem usava transporte público do que quem ia andando ou de bicicleta. “Quando um caminho leva mais de 20 minutos, quem caminha ou anda de bicicleta prefere pegar um transporte público ou andar de carro”, explica o pesquisador.

Baseando-se no estudo, Dr. Tsuji afirma que a população deveria rever como ir ao trabalho: “As pessoas deveriam considerar ir de transporte público ao invés do carro, como uma prática regular de exercícios”.

A equipe admite que há algumas limitações no estudo. Por exemplo, todos os participantes eram do Japão e os japoneses são menos propensos a terem sobrepeso do que os americanos. Os pesquisadores continuam pesquisando o tema.

Informações Medical News Today

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui