Início Saúde Financeira Um impacto para exportação de carne

Um impacto para exportação de carne

52
0

O Blog da Saúde já havia alertado quanto aos impactos ambientais causados pela agropecuária. Ontem, 10 de dezembro, foi divulgado um estudo oficial que afirma o fato: “Gado gera 50% da emissão do país”.

Agora, as autoridades brasileiras responsáveis pelo setor pecuário não poderão mais ignorar as 813 toneladas de CO2 emitidas somente no ano passado. A exportação do gado brasileiro pode sofrer ainda mais rejeições estrangeiras se algumas medidas não forem tomadas, como evitar desmatamento de áreas para cultivo do gado e mudança no tipo de alimentação dos animais.

O peso econômico de uma possível diminuição do comércio bovino será maior do que investir em técnicas para diminuir as emissões de gases provenientes da pecuária, visto que “o custo das emissões de carbono por unidade do produto supera o próprio custo do produto no atacado”, segundo um dos autores do estudo, Roberto Smeraldi da ONG Amigos da Terra.

O Brasil não levou à Conferência do Clima em Copenhagen metas que envolvem a redução de gases ligada à pecuária. Seria uma ótima oportunidade para que a carne nacional ganhasse reconhecimento no plano internacional.

Da onde vem tanto gás? 
A emissão proveniente da degradação das pastagens, transporte e energia usada pelos frigoríficos não foram incluídas no estudo.

 

Divulgação FSP
Divulgação FSP

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui