Início Saúde Física Últimas notícias do cerco ao tabaco no mundo

Últimas notícias do cerco ao tabaco no mundo

19
1

Após a Austrália ser o primeiro país do mundo a proibir marcas de cigarro em maços, mais iniciativas parecem vir à tona para restringir o fumo.

No Reino Unido, A British Medical Association pede ao governo britânico para trazer a ousada e corajosa proibição de fumar em carros, mesmo se estiver em seu próprio veículo.

A explicação dos médicos é de que níveis de toxinas do fumo em um veículo fechado podem ser 23 vezes maiores do que em um bar, colocando crianças e idosos em situação de risco.

As crianças absorvem mais poluentes do que os adultos e seus sistemas imunológicos imaturos são menos capazes de lidar com a fumaça, de acordo com a BMA.

Os idosos são propensos a problemas respiratórios que podem ser agravados pela inalação da fumaça de cigarro. Tais grupos vulneráveis podem ser incapazes de recusar viagens em veículos contendo fumantes, o BMA ressalta.

No Reino Unido, atualmente, é proibido fumar em todos os lugares públicos fechados, mas os médicos acreditam que ainda mais pode ser feito.

O Departamento de Saúde do país, por enquanto, disse não acreditar que a legislação seja a maneira mais eficaz de incentivar as pessoas a mudar o comportamento.

Já o projeto de lei australiano proíbe que as empresas de cigarro imprimam sua logomarca ou mesmo o nome do cigarro nos maços. Em vez disso, devem trazer fotos e mensagens de advertência.

Por aqui, se você acha que a indústria de tabaco precisa de limite, como por exemplo, proibir que os fabricantes adicionem ao cigarro sabores como menta ou canela, porque são mais atrativos para os adolescentes começarem a fumar, assine a petição clicando aqui.

1 COMENTÁRIO

  1. Qualquer lei que almeja restringir o uso do cigarro deve ser vista com bons olhos. Se há tantos esforços para impedir que as drogas ilícitas cheguem às mãos das pessoas, o mesmo deve ser feito com as drogas 'legalizadas' que representam um mal sem precedentes para a saúde pública. Deveriam propor uma lei parecida no Brasil. Estou de acordo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui