Início Saúde Física Tendinite: por que aparece e como tratá-la?

Tendinite: por que aparece e como tratá-la?

72
0

tendiniteQuando o braço,  punho ou  ombro começam a doer o mais comum é que as pessoas ignorem o sinal até que ele se transforme em um diagnóstico: tendinite. E uma vez instalada, a doença torna-se difícil de tratar e, muitas vezes, reincidente. Apesar da dificuldade e disciplina necessária para lidar com o problema, a tendinite não é imbatível.

A tendinite é uma clássica lesão de sobrecarga ocasionada por esforço repetitivo, que afeta um ou mais tendões, gerando muita dor, inflamação e até deformidades ósseas quando crônicas. Também pode ocorrer quando os músculos e tendões não estão sendo suficientemente drenados, causando a desidratação.

Segundo Jorge Bitun, ortopedista do Hospital Villa-Lobos, cada pessoa possui uma necessidade diferente no que diz respeito à prevenção e tratamento da tendinite e fatores como a profissão e o biotipo influenciam nesta matemática. “É necessário adaptar o tendão para suportar o ritmo de trabalho de cada um. Alguém que digita 500 palavras por minuto precisa fazer uma musculação, alongar para deixar o tendão mais forte e assim suportar esse ritmo”, diz o ortopedista.

A inflamação está muito relacionada ao trabalho e pode acometer qualquer parte do corpo, mas é mais recorrente nos ombros, punhos, cotovelo, joelho e tornozelo. Pessoas que trabalham com computador devem ficar atentas, pois os movimentos relacionados à digitação podem propiciar o aparecimento de uma tendinite em longo prazo, mas toda atividade que envolve movimento pode provocar uma sobrecarga no tendão.

Algumas empresas já fazem um trabalho de ergonomia a fim de evitar lesões como a tendinite, no entanto, Bitun alerta que tais medidas não são suficientes. “Hoje existe a orientação ergométrica, mas é um tempo muito pequeno, de dez, quinze minutos. Então isso é muito mais por burocracia, do que por necessidade física.” De acordo com o médico, o ideal é fazer o exercício de alongamento e fortalecimento do tendão por quarenta, cinquenta minutos, três vezes por semana.

No caso de pessoas que sofrem com tendinites reincidentes, o ortopedista recomenda uma mudança de hábitos na rotina, principalmente no ambiente de trabalho. Caso contrário, o tendão vai sofrer outro estresse, o que vai acarretar um novo processo inflamatório, uma volta ao médico, ao tratamento com anti-inflamatórios e fisioterapia. Ele lembra ainda que a prevenção continua sendo melhor do que qualquer medicamento ou receita e alerta para a importância de ouvir os sinais que o corpo dá.

blog_piscandoRoxoA melhor forma de se prevenir da tendinite é tomando alguns cuidados, como:

→     Manter uma alimentação balanceada;
→     Antes de começar uma rotina de exercícios, condicionar os músculos;
→     Sempre fazer aquecimento antes de começar qualquer atividade física;
→     Quem trabalha muito com computador e faz movimentos repetitivos deve parar sempre e se alongar para evitar a LER (lesão por esforço repetitivo);
→     Procurar ajuda médica e seguir todas as orientações prescritas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui