Quem vive a até 100 m de antena de celular tem 33% mais risco de morrer de câncer do que a população geral. A informação é de uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais.