Com a chegada do verão, é preciso redobrar os cuidados com a pele. A exposição solar sem proteção e fora dos horários recomendados é a principal causa de câncer de pele não-melanoma, o mais comum na população brasileira. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país.

Falta de hábito de usar protetor solar é uma das principais razões do elevado número de casos de câncer de pele.

Vídeo apresenta os danos já existentes na pele e que são invisíveis a olho nu.

Se houver a utilização do protetor fora da validade, a primeira coisa a ser feita é retirar totalmente o produto da pele com água corrente.

Análise da Proteste indicou que 10 marcas comercializadas possuem FPS menor do que indicado.

Hoje, há uma infinidade de produtos que prometem proteger a pele contra as queimaduras causadas pelo sol. Será que eles divulgam a verdade em seus rótulos?

Fator mínimo de Proteção Solar agora é de 6.Os fabricantes terão prazo de dois anos para se adequarem à norma.

ANVISA cria novas regras para protetores solares. Com isso, volta a ficar em destaque os efeitos que os raios solares tem sobre a pele humana.

Um outdoor no centro do Rio reage ao sol e muda de cor. As partes do painel que receberam protetor solar ficam brancas durante o dia.

Há quatro anos, a agência reguladora americana FDA, similar a ANVISA, mostrou suas intenções em aprimorar as normas para os protetores e agora cumpre o anúncio.

O protetor solar é importantíssimo para proteger a pele dos raios solares, prevenindo doenças como o câncer de pele. Mas você sabe como utilizá-lo corretamente?

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou ontem (8) um projeto de lei que garante distribuição gratuita de filtro solar fator 12 pelo SUS.

A Pro Teste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor pesquisou e testou em dezembro de 2009 as dez principais marcas de protetor solar. A surpresa? Oito delas foram reprovadas. O motivo? Não oferecem proteção UVA e possuem em sua fórmula uma substância potencialmente cancerígena.