Início Saúde Social Saiba quando será a vacinação contra gripe H1N1 no seu estado

Saiba quando será a vacinação contra gripe H1N1 no seu estado

46
0

Veja todas as datas divulgadas pelas respectivas secretarias de saúde de todos os estados do país:

Goiás 12 de abril – Goiânia e Região Metropolitana da capital18 de abril – Demais estados Obs: A campanha abrange os grupos de risco: crianças de 6 meses a menores de 5 anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas, população privada de liberdade e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais.
Minas Gerais 30 de abril**Os municípios têm a autonomia para antecipar a vacina caso haja necessidade. A recomendação da SES-MG é que os municípios, na semana que antecede o início da Campanha (25 a 30 de abril) ofertem a vacina para grupos de pessoas acamadas ou residentes em instituições fechadas, como asilos. Os grupos prioritários são: indivíduos com 60 anos de idade ou mais, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, indígenas, doentes crônicos e outras condições clínicas especiais.
São Paulo 11 de abril – Capital e região metropolitana30 de abril – Para demais cidades do estado 11 de abril – crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, gestantes e idosos30 de abril – os citados acima mais os doentes crônicos, puérperas, indígenas, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade.
Paraná  30 de abril  Grupos prioritários.
Santa Catarina 25 de abril – em todo o estado Indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, indígenas, doentes crônicos não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e os funcionários do sistema prisional.
Bahia 30 de abril Crianças de seis meses a menores de cinco anos, os idosos, trabalhadores da área da saúde, indígenas, gestantes, puérperas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.
Rio Grande do Sul 25 de abril Grupos prioritários.
Pará 30 de abril Grávidas, crianças de 6 meses a 4 anos, trabalhadores da área da saúde, mulheres lactantes, índios, presidiários, funcionários do sistema penal, adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas, pessoas a partir de 60 anos, hipertensos, renais crônicos e diabéticos.
Pernambuco  30 de abril  Grupos prioritários.
Espírito Santo  30 de abril  Grupos prioritários.
Rio de Janeiro 25 de abril Crianças a partir de seis meses de idade e menores de cinco anos, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, idosos com idade a partir de 60 anos, doentes crônicos e profissionais da área da saúde.
Amazonas  30 de abril  Grupos prioritários.
Maranhão  30 de abril  Grupos prioritários.
Ceará 30 de abril Crianças de 6 meses a 4 anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, indígenas, idosos acima de 60 anos, pessoas com comorbidades, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, população carcerária e funcionários do sistema prisional.
Mato Grosso 30 de abril Crianças na faixa etária de seis meses a cinco anos, trabalhadores de saúde das unidades que fazem atendimento para a influenza, trabalhadores do sistema prisional, população indígena, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.
Paraíba A partir de 11 de abril 11 de abril – gestantes e trabalhadores da área de saúde.Obs: A partir do início da campanha, avaliando a cada semana, o público será ampliado aos poucos até o dia 30 de abril, quando todos os públicos prioritários terão acesso às vacinas – idosos, puérperas, crianças a partir de seis meses a menores de cinco anos, portadores de doenças crônicas, indígenas, funcionários do sistema prisional, pessoas privadas de liberdade e adolescentes e jovens em conflito com a lei.
Alagoas A partir do dia 23 de abril A campanha terá início no dia 30 de abril, contudo, a partir de 23 de abril já serão distribuídas as vacinas para as secretarias municipais que poderão já iniciar a campanha. Terão direito à vacina gratuita: crianças menores de cinco anos, gestantes, mães até 40 dias após o parto, idosos, profissionais de saúde, indígenas, detentos e portadores de doenças crônicas.
Mato Grosso do Sul 30 de abril Indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças da faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, indígenas, doentes crônicos não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.
Acre  30 de abril  Grupos prioritários.
Rondônia  30 de abril  Grupos prioritários.
Rio Grande do Norte  30 de abril  Grupos prioritários.
Sergipe 30 de abril Crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas, idosos a partir de 60 anos, profissionais da saúde, todo o sistema prisional (funcionários e presidiários) e grupos de comorbidade.
Tocantins  30 de abril  Grupos prioritários.
Piauí 30 de abril Crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes e puérperas, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, doentes crônicos com recomendação médica, pessoas com problemas respiratórios, cardíacos, com baixa imunidade.
Roraima 18 de abril Crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhador de saúde, indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.
Amapá 30 de abril Grupos considerados mais vulneráveis, como idosos, pessoas com doenças pulmonares ou problemas cardíacos e gestantes.
Distrito Federal 30 de abril Pessoas com mais de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, profissionais de saúde, indígenas, gestantes, puérperas até 45 dias após o parto, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis ou de outras condições clínicas especiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui