Início Saúde Física Refrigerante ou suco natural? Uma escolha de vida

Refrigerante ou suco natural? Uma escolha de vida

19
5

Meio-dia, hora de almoço, que tipo de bebida faz parte do seu cardápio diário? Suco natural ou refrigerante?

O gosto vai de cada um, mas a maioria prefere o refrigerante, saber o que provoca esse favoritismo é difícil, talvez sejam as bolinhas de gás que fervilham no copo!

Deixando a brincadeira de lado, saiba que o alto consumo de refrigerantes pode ser o maior causador de câncer no pâncreas.

A doença é extremamente agressiva para o nosso aparelho digestivo, que por ser difícil de diagnosticar leva o paciente à morte na maioria dos casos, somente 5% das pessoas conseguem viver por cinco anos. Ela atinge principalmente homens, na faixa etária de 65 a 80 anos.

Um estudo americano realizado em Cingapura revela que o consumo de duas ou mais latas de refrigerante com açúcar, por semana, aumenta os riscos de câncer no pâncreas em 86%.

Ainda não se sabe por que isso acontece, mas segundo os pesquisadores, com um volume maior de açúcar, o pâncreas começa a produzir mais insulina – hormônio responsável pela diminuição do nível de açúcar no sangue –, o que pode contribuir para o crescimento de células cancerosas no pâncreas.

Fato curioso
Os Estados Unidos é o país rei do fast-food, disso todo mundo já sabe. Mas você sabia que ele também é rei quando o assunto é câncer de pâncreas?

Sim, por ano 26 mil pessoas são diagnosticadas com a doença, que além de se desenvolver pessoas com histórico familiar, atinge fumantes e diabéticos. Será que o refrigerante dos fast-food’s também está contribuindo para o aumento de casos na terra do Tio Sam?

“Enquanto os pesquisadores procuram o ‘por que’, você já tem a resposta para diminuir as chances
de ter câncer no pâncreas, certo? O Blog da Saúde informa para que você faça a escolha certa!

5 COMENTÁRIOS

  1. Olá Boa tarde.
    Meu nome é Rafael, sou pesquisador sobre o câncer e suas patologias.
    Há algum tempo eu tive um caso bem grave de câncer na minha família, onde foi muito complicado lidar com isso, pois uma tia minha estava bastante desanimada e abatida e procurava muita força comigo, então tive sempre que estar e me mostrar bem perante ela, para nunca desanima-la do tratamento, ela estava com Câncer de Pâncreas
    Um dia,na internet, procurando mais sobre câncer, foi onde encontrei o site institucional do Hospital de Câncer de Barretos, onde tirei muitas dúvidas que tinha e como ajudar a meu tio com seu caso, tendo muito apoio e juda com tudo que precisei.
    Quem quiser acessar e dar uma olhada:
    http://www.cliquecontraocancer.com.br

    Abraços a todos.

  2. Boa noite,
    Meu nome é Nádia. Há um ano descobrimos que minha mãe tinha um tumor no pâncreas. Não se sabia se era maligno ou benígno. As chances de malignidade são altíssimas… quem passa por isso sabe que o risco de ser câncer é imenso e como o Rafael disse, as chances de sobrevida são poucas. Só que no caso dela, por uma graça de Deus, ela fez a cirurgia de retirada do tumor e era benigno. Eu estou escrevendo isso aqui, porque passamos por um sofrimento que ninguem no mundo merece passar e no final tudo deu certo! Sendo assim, caso haja algum leitor que eventualmente possa estar vivenciando isso (incerteza) eu gostaria de dizer que é possível que seja benigno ou que no final tudo acabe bem! Tudo depende de muita fé em Deus, um bom médico interessado no paciente e uma descoberta no início do problema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui