Início Saúde Física Estética Preocupações com a estética podem tirar Daiane das olimpíadas de Londres

Preocupações com a estética podem tirar Daiane das olimpíadas de Londres

51
0

O Brasil bate recorde de atletas pegos em testes antidoping. Nesse ano, 47 usaram substâncias proibidas segundo a lista da Agência Mundial Antidoping (WADA). O caso mais grave do ano foi o da ginasta Daiane do Santos que foi flagrada no exame em julho.

A atleta havia passado por cirurgias no joelho e estava se recuperando, como não podia treinar Daiane teve um aumento de peso e estava insatisfeita com seu corpo. Por conta da gordura localizada se submeteu a um tratamento estético que fazia uso da enzima Furosemida, diurético listado pela a WADA.

Hoje, a atleta tenta se defender perante a Federação Internacional de Ginástica (FIG), em Lausanne, Suíça. É sua última chance para se livrar de uma suspensão que pode durar até dois anos. Caso seja mesmo suspensa, a atleta verá ruir o sonho de finalizar sua carreira nas Olimpíadas de Londres, em 2012.

Segundo a nova regra do Comitê Internacional de Ginástica (COI), um atleta que for flagrado no exame antidoping não terá o direito de disputar as Olimpíadas e nem os Jogos de Inverno se punido em até seis meses.

Apesar da frustração dos brasileiros com esse fato, Daiane já proporcionou muitas alegrias para o país. Em 2003, a atleta conquistou a primeira medalha de ouro para a Ginástica brasileira em um Mundial, na cidade de Anaheim, Estados Unidos.

Até o final do ano teremos novidades sobre o caso, até ontem o FIG não poderia definir a sentença.

Assista a explicação de Daiane dos Santos 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui