Início Saúde Física Pesquisadores brasileiros desenvolvem tratamento alternativo para diabéticos

Pesquisadores brasileiros desenvolvem tratamento alternativo para diabéticos

51
6

O diabetes é a incapacidade do pâncreas em produzir insulina em quantidade suficiente, causando um aumento de glicose (açúcar) no sangue.  Este problema gera uma má circulação sanguínea, que prejudica a cura de feridas, conhecidas como úlceras.

Em muitos casos, infelizmente, quando o tratamento é tardio e há má cicatrização, a única forma de impedir complicações é a amputação do membro afetado.

Com o objetivo de evitar que esta medida continue a ser tomada, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) desenvolveram um tratamento à base de gel de gengibre amargo.

Durante três meses, em 2014, o tratamento alternativo foi testado em 27 voluntários que sofrem de diabetes e apresentavam úlceras nos pés. Ao final do teste, o êxito foi de 95% na cura das lesões, na Unidade Básica de Saúde José Amazonas Palhano, na zona leste de São Paulo.

A descoberta está entre os seis finalistas ao prêmio SUS, promovido desde 2012 pelo Ministério da Saúde.

6 COMENTÁRIOS

  1. ola o meu pai esta para oputar a perna devido pe diabetico gostaria de saber mais , sobre tratamento gengibre amargo. ele tem , 79 anos e problemas vascular na perna esquerda cidade porto alegre rs. muito obrigado Rogerio

  2. Sou diabetico e gostaria de ter todas as novas informações sobre a poma do gengibre. e se ja esta a venda e onde poder comprar. abraço e parabens pela descoberta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui