Pandemia: se você ficar parado seu corpo enfraquecerá

    23
    0

    Pandemia: se você ficar parado seu corpo enfraquecerá

    Endocrinologista reforça a necessidade da atividade física regular

    “Quando o corpo recebe os sinais que damos a ele, simplesmente ele os interpreta. Se você levar uma vida sedentária, por exemplo, seu corpo vai entender que você não precisa de osso, de músculo, que o coração não precisa bater tão forte, ou seja, que você pode ficar mais fraco, não precisa ser forte. E isso favorece aumento do peso, risco de fratura óssea, doença cardíaca, diabetes, câncer entre outras complicações”, alerta Dr. Thiago Fraga Napoli, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP).

    O contrário também é verdadeiro, explica o médico. Quando o indivíduo pratica atividade física regular e com planejamento, o que caracteriza o exercício físico, há uma variedade de benefícios, tais como:

    • Menor risco de diabetes;
    • Menor risco de obesidade;
    • Aumento da função cardiovascular;
    • Redução do risco de câncer;
    • Perda da aceleração do declínio cognitivo;
    • Ajuda no combate a hábitos tabagistas;
    • Liberação de endorfina, que ajuda a combater estresse, ansiedade e depressão;
    • Fortalecimento da saúde óssea com menor risco de fraturas com o passar da idade.

    “Pelo menos 150 minutos de exercício físico por semana é o mínimo ideal. Para perder peso é preciso gastar energia, mais do que se come. E o corpo, após uma perda, passa a gastar menos energia, além de aumentar sua fome – ele não entende a perda como saúde e tenta recuperar o que perdeu. Por isso, você precisa do exercício físico para contrabalancear essa redução do gasto, além de proporcionar prazer e ajudar no controle da fome”, explica o endocrinologista.

    Para os pacientes com obesidade, é importante que, mesmo com o isolamento social e as academias fechadas, mantenham a atividade física diária: andar dentro de casa, no quintal, na garagem, contar número de passos (há aplicativos que ajudam nisso) e evitar comprar os alimentos tipo “de conforto” (doces, chocolates, frituras…), que estão restritos na dieta estabelecida com o médico, são estratégias para manutenção da perda de peso.

     

    Sobre a SBEM-SP

    A SBEM-SP (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Estado de São Paulo) pratica a defesa da Endocrinologia, em conjunto com outras entidades médicas, e oferece aos seus associados oportunidades de aprimoramento técnico e científico. Consciente de sua responsabilidade social, a SBEM-SP presta consultoria junto à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, no desenvolvimento de estratégias de atendimento e na padronização de procedimentos em Endocrinologia, e divulga ao público orientações básicas sobre as principais moléstias tratadas pelos endocrinologistas.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui