Início Saúde Corporativa Os efeitos de falar palavrões no trabalho

Os efeitos de falar palavrões no trabalho

51
0

Como tudo mais na vida, usar palavrões no ambiente de trabalho deve ser feito com moderação e equilíbrio. Saber diferenciar o uso de um palavreado forte na hora de incentivar e energizar uma palestra de motivação e no momento em que faz um discurso voltado para os presidentes e investidores da empresa pode salvar o seu emprego.

Muitos líderes pensam em usar os palavrões para energizar os funcionários para derrotar os concorrentes e se aproximar do restante da empresa. Eles mostram “entusiasmo e dedicação”, segundo alguns deles. Entretanto, falar palavrões no trabalho pode ser fatal para uma carreira. Os executivos que usam palavras de baixo calão parecem não profissionais e fora de controle, dizem treinadores e recrutadores de executivos. As mulheres executivas que usam palavrões correm mais riscos de carreira do que os homens.

Mas esse nem sempre é o caso. Usado no momento certo e na situação certa, um palavrão bem escolhido pode motivar uma equipe, dissolver tensões ou conquistar o público. “As empresas cada vez mais preferem líderes autênticos”, diz Jeffrey Cohn, especialista em planejamento sucessório de executivos. “Usar uma linguagem viva pode ser algo ao seu favor — contanto que você também demonstre empatia e bom discernimento para negócios.”

Dizer palavrões no trabalho é como colocar pimenta ardida em uma refeição: “Usado com moderação, é muito eficaz”.

Quando o assunto é voltado para a busca de novos empregos, soltar palavrões durante uma entrevista é quase sempre uma má ideia — mas nem todo mundo percebe isso. O contratante pode interpretar o uso das palavras fortes na descrição negativo de um antigo emprego ou ex-chefe como falta de inteligência emocional. Entretanto, especialistas já recomendaram que candidatos a altos cargos usassem palavrões para descrever suas realizações profissionais com mais ênfase.

(The Wall Street Journal)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui