Início Saúde Corporativa O que a sua geração diz sobre você no mercado de trabalho

O que a sua geração diz sobre você no mercado de trabalho

56
1

Baby Boomers, Geração X, Y. Mas afinal, o que a época em que você nasceu revela sobre seu comportamento no ambiente corporativo?

Uma geração era definida pela média de diferença entre pais e filhos, o que traria uma nova geração a cada 25 anos, mais ou menos.

O que foi visto e continuamos a presenciar, nos últimos 50 anos, é que o intervalo entre uma geração e outra ficou mais curto – devido à evolução acelerada de tecnologias, pensamentos, comportamentos, etc.

Isso resulta em pessoas de diferentes idades (com diferenças bruscas de conhecimento) convivendo cada vez mais em todos os lugares, incluindo o trabalho.

Para entender o posicionamento de cada geração, é preciso também entender quais acontecimentos deram as características que a tornam um grupo hoje. Quem são os baby boomers?

Eles são filhos provenientes do final da Segunda Guerra Mundial. Nos Estados Unidos, com a volta dos soldados para casa, muitas mulheres engravidaram. Houve um “boom” de bebês. Por isso, essa geração é chamada de “baby boomers”. Uma geração que não queria mais a guerra, e sim paz e amor.

No Brasil, os “baby boomers” eram jovens quando começou a ditadura. Essa é a geração que lutou contra os militares, a geração da Jovem Guarda, da Bossa Nova, do Tropicalismo, do rock ‘n’ roll e dos festivais aqui e lá fora.

“A ideia da geração ‘baby boomer’ foi construir uma carreira que fosse sólida, na qual a gente tivesse uma fidelização ao trabalho. Uma carreira que nos realizasse, e não necessariamente nos oferecesse apenas um aporte material”, afirma o educador Mário Sérgio Cortella.

Estão preocupados com o dever, a segurança e em permanecer muito tempo numa empresa. Provavelmente ocupam posições de presidência, de chefia, de diretoria. Os seus pais os ensinaram a ter com os mais velhos uma figura de autoridade.

A geração X foi jovem na década de 80. Viram o Brasil censurado pela ditadura, mas assistiram às Diretas Já.

Quem é da geração X pintou a cara para derrubar o presidente. Viu a tecnologia entrar de vez em casa e usou diferentes moedas até chegar no Real.

Eles querem trabalhar mais para ganhar mais dinheiro. “São apegados a títulos e cargo, e gostam de deixar claro em que posição estão, porque, para eles, é mérito de muito esforço”, diz Renato Trindade, presidente da Bridge Research.

Ainda têm certa resistência à tecnologia e não buscam estar sempre conectados à inovação.

A geração seguinte cresceu num país que já era uma democracia e uma economia aberta. Nos anos 90, o Brasil foi melhorando e sendo respeitado depois do plano Real, e a internet abriu as portas do mundo para a geração Y.

Este profissional não busca um trabalho fechado. Ele não quer apenas receber ordens, mas também quer participar. Busca sempre a evolução imediata. É impulsivo e impaciente e quer estar em constante ascensão na carreira.

Para entender outros aspectos, veja o filme ‘We All Want to Be Young’ (Todos Nós Queremos Ser Jovens), resultado de diversos estudos realizados pela BOX1824 nos últimos 5 anos. A BOX1824 é uma empresa de pesquisa especializada em tendências de comportamento e consumo.

We All Want to Be Young (leg) from box1824 on Vimeo.

*Com informações do G1

1 COMENTÁRIO

  1. Adorei, muito bom!

    Cada geração copera de uma forma positiva e negativa para o desenvolvimento da empresa, apenas temos que aprender a respeitar a opnião de cada um e fazer com que as idéias e as críticas sejam aproveitadas da melhor forma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui