Início Saúde Ambiental O outro lado do carnaval

O outro lado do carnaval

44
3

Carnaval é sinônimo de folia, cerveja, samba, cor, fantasia, alegria e trio elétrico para muita gente no Brasil. A celebração culmina em uma finalidade: divertir-se no clima contagiante em que o país se encontra.

Sim, porque uma parte dos créditos do nosso carnaval pode ser dada ao clima tropical, às praias, maravilhas naturais, às paisagens requisitadas pelos turistas de todos os lugares do planeta. Sem esse clima, não teria a mesma graça, vocês não concordam?

Carnaval 2011. Foto: João Ramos/Bahiatursa
Carnaval 2011. Foto: Manu Dias/AGECOM
Carnaval 2011. Foto: Manu Dias/AGECOM

Foi então que dez dias após o carnaval, Bernardo Mussi resolveu mergulhar com dois amigos na área do Farol da Barra, Bahia, para confirmar a notícia de que havia uma quantidade absurda de lixo espalhada pelo fundo do mar naquela área. O que pôde comprovar sem esforço.

O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/ Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/ Global Garbage
Foto: Manu Dias/AGECOM
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/ Global Garbage

“Eram pelo menos mil e quinhentas latinhas metálicas e garrafas plásticas”, afirma no Global Garbage.

Antes de retirar o lixo, resolveram registrar a ação a fim de conscientizar o maior número de pessoas e envolvidos no evento, do que denominaram de agressão carnavalesca. Fizeram contatos com emissoras de TV que não deram muita importância, segundo relatos do mesmo.

O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage
O Fundo da Folia. Foto: Francisco Pedro/Global Garbage

Por isso, pedimos a sua ajuda para alertar como as festas de carnaval, em muitas partes do país, ainda nadam contra a maré da sustentabilidade.

Ninguém quer que a data perca o espaço e o valor cultural, mas sim que o brilho não seja apenas acima da superfície. Ou na altura dos nossos olhos. Olhar para baixo, às vezes, pode ser revelador.

*A ação Praia Local, Lixo Global, que hoje conta com o financiamento da fundação alemã Lighthouse Foundation e com mais 3 programas de ação, id Garbage, Onda Verde e Amigos do Lixo, visa divulgar, pesquisar e combater o lixo global. Agradecimento a Fabiano Barretto, Bernardo Mussi, Francisco Pedro, Zé Augusto e Fabio Medeiros, que trouxeram a realidade à tona.

Espera-se que, em breve, os oceanos estejam livres do lixo. E que você contribua com a mudança no carnaval de 2012.

– Veja a galeria de fotos completa

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui