Início Últimas Notícias Novo mapa da dengue no país para o verão de 2012

Novo mapa da dengue no país para o verão de 2012

17
0

O Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) revela que 48 municípios brasileiros estão em situação de risco para ocorrência de surto da dengue, sendo que 23 deles estão no nordeste.

Os cuidados para a não proliferação do mosquito devem começar desde já, uma vez que em dezembro ainda há tempo para eliminar os criadouros. De janeiro a maio é considerado o período epidêmico, no qual os cuidados devem continuar e somado a eles a atenção para a possível necessidade de acompanhamento médico, caso apareçam os sintomas.

O Ministério da Saúde acompanhará de perto a evolução da dengue nos estados e municípios e contará com mais uma ferramenta para monitoramento da doença por meio das redes sociais, chamada de Observatório da Dengue. O mapa revelou que 4,6 milhões de pessoas vivem em áreas de risco para epidemia de dengue, mas este cenário pode ser revertido se as pessoas adotarem bons hábitos e agirem como fiscais dos focos do mosquito.

Criadouros por região

Norte: Abastecimento de água 34,8%; Depósitos domiciliares 20,8%; Lixo 44,4%
Nordeste: Abastecimento de água 72,1%; Depósitos domiciliares 18,6%; Lixo 9,3%
Sudeste: Abastecimento de água 29,7%; Depósitos domiciliares 46,9%; Lixo 23,4%
Centro Oeste: Abastecimento de água 42,3%; Depósitos domiciliares 27,9%; Lixo 29,8%
Sul: Abastecimento de água 20%; Depósitos domiciliares 34,5%; Lixo 45,5%

Foram 561 municípios pesquisados. O relatório aponta, ainda, que 236 cidades estão em alerta e 277 possuem índice satisfatório. Até o final de novembro, foram notificados 742.364 casos suspeitos de dengue em todo o país. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma redução de 25%.

Tipos do vírus

A Dengue possui quatro sorotipos de vírus (DENV 1, DENV 2, DENV 3 E DENV 4). As atividades de vigilância virológica em 2011, destacam o predomínio da circulação do sorotipo DENV 1 no país.

Foram constatadas, porém, uma circulação importante dos tipos DENV 2 e DENV 4. Esse cenário, associado às condições ambientais, que permitem a manutenção do mosquito Aedes aegypti, alerta para a possibilidade de persistência da transmissão em níveis elevados do vírus no verão de 2012.

Informações detalhadas sobre a incidência de criadouros do mosquito Aedes aegypti e o percentual de notificações dos casos, por região, podem ser obtidas aqui.

Para saber mais:

– Inseticidas combatem o mosquito da dengue?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui