Início Saúde Social “Não gosto dos meninos”

“Não gosto dos meninos”

27
1

As diferenças existem, sejam elas da cor do cabelo e da pele ou da orientação sexual. Mas elas são só características, nada mais. Todo mundo merece ser respeito por ser quem é, independentemente do que se é.

Pensando nas crises que alguns dos jovens LGBT têm quando começam a descobrir a própria sexualidade e ficam sem saber direito como agir, se aceitar, contar para a família e nem conseguem imaginar um futuro para si mesmos,  é que o “It Gets Better” surgiu.

No site, podem ser vistos pequenos depoimentos de pessoas que já superaram essa fase de questionamentos e dizem que a vida fica melhor, não que ela seja fácil – nunca é pra ninguém – mas é normal. Eles demonstram que a dúvida, por não saber ao certo como será viver assim, e o medo de não ser compreendido passarão.

Inspirados nesse projeto, o curta-metragem brasileiro com o título “Não Gosto dos Meninos” tem a mesma intenção de mostrar aos que ainda estão passando por isso que com o amadurecimento, e com o passar do tempo mesmo, as coisas melhoram e fica tudo bem.

Produzido pela agência Gringo em parceira com a produtora Mirada, o filme é constituído por depoimentos de homossexuais que contam como foi passar por esse processo todo e como é normal levar a vida sendo você mesmo.

Os participantes deixam claro que só quando passaram a se aceitar e se amar foi que eles descobriram o quanto eram importantes e amados pelas pessoas que estavam ao redor. Então, a vida fica melhor porque você pode melhorá-la!

Assista ao curta-metragem:

“não gosto dos meninos” from mirada on Vimeo.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá equipe do blog da Saúde.

    A Hepatite B é uma doença silenciosa que, em sua forma crônica, atinge mais de dois milhões de brasileiros. Apesar de ser uma doença comum, nem todos conhecem as formas de transmissão ou prevenção, como a vacina, que está disponível nos postos de saúde. Para diminuir os riscos e consequências da Hepatite B, precisamos reforçar a divulgação das informações básicas. Por isso, contamos com sua ajuda.
    Ministério da Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui