Início Saúde Mental Músicas estrangeiras ajudam a acalmar os bebês

Músicas estrangeiras ajudam a acalmar os bebês

56
0

Quando uma criança demonstra sinal de aflição, os pais costumam instintivamente conversar com a criança para mantê-la calma. Mas, de acordo com um novo estudo, cantar pode ter um resultado mais efetivo.

Publicado no jornal Infancy, o estudo encontrou que quando as crianças ouvem música, elas se acalmam por um tempo maior do que quando ouvem um discurso, mesmo que em “voz de bebê”.

A música causa um forte impacto físico e emocional. Quando ouvimos uma canção, acompanhamos o ritmo por meio de balanços de cabeça e batidas com os dedos, mas as crianças não apresentam a mesma reação, porque não têm ainda esta habilidade.

De acordo com os pesquisadores envolvidos, muitos estudos verificaram como cantar e falar afeta a atenção da criança, mas nenhum, antes desta pesquisa, se concentrou em como o emocional do bebê é afetado.

Para o experimento, foram selecionados 30 bebês saudáveis com idade ente 6 e 9 meses. No primeiro momento, enquanto as crianças estavam calmas, os pesquisadores conversaram com elas com voz de criança e voz de adulto ou tocavam músicas turcas desconhecida por elas. Esta opção de canção se deve ao cuidado para que as crianças não ligassem a música com a voz dos pais, afinal tinha uma língua de outra origem.

Todas ouviram as músicas e os discursos até começarem a fazer a famosa cara de choro. A partir disso, os cientistas notaram que os choros paravam e todos se acalmavam por 9 minutos quando ouviam música turca e por apenas 4 minutos quando ouviam os discursos, seja em voz de adulto ou de bebê.

No segundo experimento, os bebês que não participaram da primeira experiência foram reunidos para seguir um esquema parecido, mas a música era cantada pela mãe. Novamente, os pesquisadores notaram que as crianças se acalmavam por maior tempo quando ouviam música. No entanto, a canção os acalmou por apenas 6 minutos, enquanto em uma música língua estrangeira os havia acalmado por 9 minutos. Isto sugere, segundo os pesquisadores, que o ritmo da música causa maior efeito emocional do que a letra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui