Início Saúde Corporativa Mídia social é atalho para seguradoras (e criminosos)

Mídia social é atalho para seguradoras (e criminosos)

18
0

Muito cuidado com as informações que você anda “postando” por aí! Algumas seguradoras podem cobrar taxas mais elevadas às pessoas que estão ingressadas em rede sociais, já que a divulgação de detalhes da vida pessoal na web pode servir a potenciais criminosos.

Segundo o presidente do Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros do estado de São Paulo), esta é uma tendência mundial e irá se consolidar em cerca de cinco anos. Por enquanto, algumas seguradoras já utilizam a internet como fonte para a descoberta de possíveis escândalos envolvendo seus segurados, podendo até negar o serviço.

Uma pesquisa realizada pela seguradora britânica “Legal & General” relatou que a proporção de usuários de mídia social que publicam informações sobre seus interesses, movimentos e/ou aquisições quase chega a 40%. Os jovens são os que revelam mais dados.

O que para alguns é apenas diversão pode ser uma abertura a roubos, seqüestros, entre outros riscos. As pessoas acabam fornecendo alguns detalhes sem nem perceber.

As seguradoras, no entanto, preferem não se pronunciar sobre o assunto. Esperamos que em breve tenhamos respostas sobre como serão apurados os riscos e balanceado o custo extra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui