Início Saúde Física Mal de Parkinson pode ser detectado e tratado antes de se desenvolver

Mal de Parkinson pode ser detectado e tratado antes de se desenvolver

49
0

O Mal de Parkinson pode ser detectado antes que se desenvolva e até controlado por tratamentos existentes. A afirmação é de uma pesquisa da Universidade de Columbia, em Nova York.

O estudo destaca o papel das poliaminas, proteínas já conhecidas por favorecerem a proliferação de células cancerosas.

De acordo com Scott Small, principal autor da pesquisa, ao medir o nível de poliaminas no sangue e na urina, é possível detectar a doença cedo e monitorar melhor sua progressão.

Com as experiências realizadas, os cientistas comprovaram que uma taxa elevada de poliaminas no cérebro favorece a neurodegeneração que caracteriza o Mal de Parkinson, doença atualmente sem cura, que se manifesta por tremores, pela perda do equilíbrio e da coordenação, assim como pela rigidez nos membros e no tronco.

Ao estudar o cérebro de pacientes com Parkinson, os pesquisadores descobriram ainda que uma taxa elevada de poliaminas pode ser causada pela deficiência de uma enzima chamada SAT1.

A partir de então, fizeram alguns testes em ratos com os sintomas da doença. Quando os animais receberam um tratamento que simula a atividade desta enzima, sua taxa de poliaminas diminuiu e a doença foi controlada.

Os cientistas sugerem também que esses tratamentos, realizados durante uma pesquisa de combate ao câncer, podem ser aperfeiçoados.

O estudo foi publicado esta semana na revista científica “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

– Mal de Parkinson – Problema de 200 mil brasileiros

– Mal de Parkinson – Atenção aos Sinais!

*Com informações da France Presse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui