Início Sem categoria Mais da metade da população brasileira tem excesso de peso

Mais da metade da população brasileira tem excesso de peso

19
0

obesidadePesquisa inédita divulgada ontem (27), pelo Ministério da Saúde, revelou que 51% da população brasileira, com mais de 18 anos, está acima do peso ideal. Os dados começaram a ser coletados em 2006 e essa é a primeira vez que o percentual de pessoas com excesso de peso supera mais da metade da população.

A pesquisa Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) mostra que entre os homens, o excesso de peso atinge 54% e entre as mulheres 48%. O estudo também revela que a obesidade cresceu no país, atingindo o percentual de 17% da população, em 2006 era de 11%.

“Os dados reforçam que a hora é agora. Se não tomarmos – o conjunto da sociedade, familiares, trabalho, agentes de governo -, as medidas necessárias, se não agirmos agora, corremos o risco de chegar a patamares de obesidade como os do Chile e dos Estados Unidos. Por isso temos que agir fortemente”, afirmou Alexandre Padilha, Ministro da Saúde.

Apesar de a obesidade estar relacionada a fatores genéticos, o sedentarismo e a alimentação inadequada têm forte influência no aumento dos índices brasileiros. Outro dado interessante apresentado é que o excesso de peso também está ligado a escolaridade, é entre as pessoas com menos anos de estudo que está a maior parcela dos que tem excesso de peso.

Um total de 57,3% dos que tem até oito anos de estudo está com excesso de peso. Entre os que têm entre nove e 11 anos de estudo, o percentual é 46,7% e entre aqueles com 12 ou mais anos de estudo é 48,4%. “Essa é uma tendência mundial e que tem sido alvo de preocupação”, disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa.

O estudo retrata os hábitos da população e é um importante instrumento para desenvolver políticas públicas de saúde e estimular os hábitos saudáveis. Frutas e hortaliças estão presentes regularmente no cardápio de 45% dos brasileiros que concluíram, no mínimo, 12 anos de estudo. O percentual reduz para 29% entre as pessoas que estudaram até, no máximo, oito anos.

Se levarmos em consideração a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 400 gramas diárias de frutas e hortaliças, as proporções vão para 31% para quem tem 12 anos e mais de escolaridade e 18% para quem não conclui o ensino fundamental ou tem menos de oito anos de escolaridade.

blog_piscandoVerdeNesta edição, foram entrevistados 45,4 mil pessoas em todas as capitais e no Distrito Federal, entre julho de 2012 a fevereiro de 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui