Início Saúde Mental Maconha: alternativa para tratamento do Parkinson

Maconha: alternativa para tratamento do Parkinson

50
1

“Uma erva natural não pode te prejudicar…”

Países como a Holanda legalizam a utilização de algumas drogas, uma delas é a maconha. Aqui no Brasil já houveram protestos movidos por jovens para que a erva natural fosse legalizada, mas a utilização dela não é permitida nem para tratamentos de algumas doenças.

Algumas substâncias da maconha como o canabidiol e o TCH são utilizadas para tratamentos de algumas doenças como o mal de Parkinson, doença que afeta o sistema nervoso e tem características degenerativas.

A Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Transnacional em medicina estão realizando testes com o canabidiol para o tratamento dessa doença. Alguns resultados, depois do uso da substância em pacientes, mostram que houve uma diminuição dos tremores.

Algumas substâncias da maconha também aliviam as dores musculares como o Delta 9 THC, por conta disso muitos soldados que participaram de guerras usam maconha para aliviar suas dores.

O mal de Parkinson afeta cerca de 1% das pessoas acima de 60 anos. Como as substâncias não são legalizadas aqui no Brasil, muitos pacientes não terão mais essa alternativa para se tratarem.

Você acha que o uso terapêutico da maconha deve ser legalizado no Brasil? Comente.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui