Início Saúde Corporativa Ideias: quando aparecem, aparentemente não valem nada

Ideias: quando aparecem, aparentemente não valem nada

12
0

Certas profissões requerem mais criatividade do que outras, mas quando o assunto refere-se à ideias boas, não há atividade que recuse.

Geralmente, no momento da reunião, milhões de pensamentos passam pela cabeça e algumas pessoas têm dificuldade de distinguir se vale a pena compartilhar a ideia que apareceu, porque sentem-se inseguros para avaliá-la.

É exatamente neste momento que muitas ideias boas são jogadas fora. A maioria quer transformar o pensamento em uma coisa sistematizada.

A ciência chama o dom de sair do caminho mais conhecido de flexibilidade cognitiva: conseguir mudar o método, pensar no problema de uma nova maneira e reconhecer que o que estava estabelecido já não funcionava tão bem.

Algumas situações podem ajudar a encontrar o caminho não percorrido. A ideia criativa, diferente da lógica, não vem da resposta mais rápida a uma pergunta, é um processo lento que acontece em momentos de tranquilidade, como a hora de dormir ou de tomar banho.

O problema é que nem sempre temos um longo espaço de tempo para pensar e por isso, vamos apontar alguns itens que podem ajudar a ter insights brilhantes:

– O momento de pausa em um dia corrido. Dar uma pequena caminhada e oxigenar o cérebro pode ajudar a encontrar alternativas

– Quantidade tem a ver com qualidade. Nesse caso, mais é mais: não tenha medo de ter várias ideias, a primeira solução pode não ser a melhor e  sua ideia pode ser complementada por outra pessoa

– Pequenas mudanças no cotidiano podem ajudar a fugir do padrão. Faça um coisa diferente todo dia

– Quando os pensamentos se esgotarem, faça outra coisa

– A interação com diferentes pessoas é muito importante para ter novos pontos de vista

– Busque atividades de desafio e lógica que fujam da aplicação de fórmulas

– O contato com a arte, no geral, está ligado ao surgimento de ideias

Sentir-se seguro no trabalho é fator chave, caso contrário, fica difícil inovar. Organizações que propiciem a colaboração são bem mais eficazes. Some tudo isso a bom-humor!

Ideias: quando aparecem, aparentemente não valem nada

Certas profissões requerem mais criatividade do que outras, mas quando o assunto refere-se à ideias boas, não há atividade que recuse.

Geralmente, no momento da reunião, milhões de pensamentos passam pela cabeça e algumas pessoas têm dificuldade de distinguir se vale a pena compartilhar a ideia que apareceu, porque sentem-se inseguros para avaliá-la.

É exatamente neste momento que muitas ideias boas são jogadas fora. A maioria quer transformar o pensamento em uma coisa sistematizada.

A ciência chama o dom de sair do caminho mais conhecido de flexibilidade cognitiva: conseguir mudar o método, pensar no problema de uma nova maneira e reconhecer que o que estava estabelecido já não funcionava tão bem.

Algumas situações podem ajudar a encontrar o caminho não percorrido. A ideia criativa, diferente da lógica, não vem da resposta mais rápida a uma pergunta, é um processo lento que acontece em momentos de tranquilidade, como a hora de dormir ou de tomar banho.

O problema é que nem sempre temos um longo espaço de tempo para pensar e por isso, vamos apontar alguns itens que podem ajudar a ter insights brilhantes:

– O momento de pausa em um dia corrido. Dar uma pequena caminhada e oxigenar o cérebro pode ajudar a encontrar alternativas

– Quantidade tem a ver com qualidade. Nesse caso, mais é mais: não tenha medo de ter varias ideias, a primeira solução pode não ser a melhor. Além disso, sua ideia pode ser complementada por outra pessoa

– Pequenas mudanças no cotidiano podem ajudar a sair do padrão. Faça um coisa diferente todo dia

– Quando os pensamentos se esgotarem, faça outra coisa.

– A interação com diferentes pessoas é muito importante para ter novos pontos de vista

– Busque atividades de desafio e lógica que fujam da aplicação de fórmulas

– O contato com a arte, no geral, está ligado ao surgimento de boas ideias

Sentir-se seguro no trabalho é fator chave para boas ideias, caso contrário, é difícil inovar. Organizações que propiciem a colaboração são bem mais eficazes e o bom-humor é aliado número um das boas ideias.

Para lembrar que ideias simples podem ser implantadas com sucesso, veja aqui uma ação que deu o que falar tempos atrás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui