Início Saúde Ambiental Hotel de lixo, pode?

Hotel de lixo, pode?

47
1

Uma ação realizada na Europa chama a atenção para um velho conhecido nosso, o lixo nas praias!

Com a mensagem “Esse será o futuro dos nossos feriados se não fizermos nada para preservar nossas praias”, uma empresa de cerveja inaugurou recentemente na Itália um hotel feito inteiramente de lixo.

Imagem da Super Interessante

Para a construção foram retirados da praia romana de Capocotta 12 mil quilos de objetos, quantidade de lixo jogada, anualmente, em cada três quilômetros quadrados de praia na Europa.

A ação faz parte do projeto Corona Save the Beach – da marca de cerveja de mesmo nome – que procura conscientizar as pessoas sobre a poluição do litoral europeu.

O interessante é que a partir de agora, a praia mais votada durante o ano pelo site será a próxima a ser limpa.

Já imaginou se o Brasil entra nessa? Quantos hotéis poderíamos construir com o lixo jogado nas praias brasileiras?

Para se ter ideia, a pedido do Fantástico, no último verão empresas de limpeza urbanas de sete cidades separaram e pesaram o lixo recolhido em um trecho de um quilômetro de praia em um único dia de fim de semana.

A campeã foi Salvador: os lixeiros recolheram 7,5 toneladas em Piatã. Em segundo, ficou Fortaleza, mais de seis toneladas na Praia do Futuro. Em terceiro lugar ficou Guarujá/SP. Foram cinco toneladas de lixo na praia de Pitangueiras.

E a lista não para por ai! Daria para construir uma rede hoteleira à beira mar!

Mas você sabe qual a origem do lixo que chega à costa brasileira?

Pesquisas recentes apontam que o lixo que vem invadindo as praias do país não é deixado apenas pelos turistas e frequentadores brasileiros.

A sujeirada que chega ao litoral do Brasil vem de todos os continentes.

Cargueiros, cruzeiros turísticos e outras embarcações internacionais contribuem com a poluição das praias nacionais.

Desde 2001, a ONG Global Garbage, se instalou na Bahia para tentar, ao menos, mapear de onde toda a sujeira encontrada em um pequeno trecho litorâneo, ao norte do estado.

O que já se sabe é que a maioria do lixo é trazida pela corrente Sul-Equatorial, que vem da costa africana e atravessa o oceano Atlântico até desembocar por aqui.

Países como Estados Unidos, Itália, África do Sul, Reino unido, Argentina e Alemanha aparecem na lista da origem da sujeira.

Entre as quase 2 mil embalagens de produtos recolhidos em um pequeno trecho do litoral baiano foram encontradas desde os lixos mais comuns até itens estranhos, como: gel para cabelo, chantilly, talco mentolado, limpa-vidros, limpa-forno, extrato de tomate, espuma de barbear, cola em bastão, pincel atômico…

Assim dá para imaginar quanto lixo está acumulado nos mares e oceanos em todo o mundo!

*Com informações da Revista Mundo Estranho e Blog Superinteressante.

1 COMENTÁRIO

  1. […] Como já falamos inúmeras vezes, a poluição nos rios, oceanos e mares causam uma série de danos ao meio ambiente, principalmente aos seres vivos que habitam esses locais. Pense antes de deixar seu lixo na praia, de jogar lixo no mar, no rio ou em qualquer local que possa prejudicar o meio ambiente! Da esquerda para a direita as edições do Mar do Norte, Oceano Índico, Mar Mediterrâneo, Oceano Pacífico e Mar Báltico (Divulgação) […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui