Início Saúde Física Geriatra para envelhecer bem

Geriatra para envelhecer bem

83
3

O geriatra é o profissional da medicina responsável pela prevenção e tratamento de doenças em pessoas com idade avançada. Mas a maioria das pessoas tem dificuldade para escolher o momento certo de procurar esse especialista.

Omar Jaluul, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) explica que não existe um padrão. “O ideal é procurar ajuda profissional quando o indivíduo começa a se preocupar em atingir a terceira idade de maneira saudável e ativa. Os sinais de envelhecimento surgem em momentos diferentes para cada um.”

Doenças como diabetes, osteoporose, pressão alta, depressão e problemas com a memória normalmente acometem os idosos. Mas cultivar hábitos de vida saudáveis, tais como ter uma dieta balanceada, praticar atividades físicas e manter um bom relacionamento com as pessoas, principalmente com a família, são formas de prevenir o aparecimento dessas doenças ou de amenizar suas consequências.

De acordo com Jaluul, a alimentação é fator determinante para quem quer atingir a terceira idade com mais qualidade de vida.

“A dieta é um pilar fundamental do envelhecimento ativo. O importante é diversificar ao máximo e principalmente não esquecer o consumo de proteínas que diminui entre os idosos. Muitas vezes a dieta é baseada em pães, massas, batatas e arroz sem um aporte necessário de proteínas. Devemos ficar atentos a essa situação que pode levar a desnutrição sem necessariamente ter perda de peso”, acrescenta o médico.

Devido à escassez de nutrientes na dieta dos idosos é importante buscar alternativas que visam melhorar o quadro nutricional. Uma alternativa é recorrer aos complementos alimentares que sejam completos e balanceados, melhoram o estado nutricional e fortalecem o sistema imunológico do idoso, prevenindo doenças.

Valorização do Geriatra

Apesar de todas as informações, gira em torno do geriatra certa polêmica. Afinal, as pessoas relacionam a visita ao médico como algo negativo, como assumir que a velhice chegou e trouxe consigo a necessidade de tratar certos males que, até então, não existiam.

Mas esse conceito tende a mudar. Hoje, as pessoas buscam um envelhecimento mais ativo e saudável e, para isso, a colaboração do geriatra é indispensável.

Omar afirma que “até pouco tempo havia uma tendência de procurar o geriatra para receber prescrição de vitaminas, hoje a procura se dá pelo objetivo de envelhecer bem”.

Mas a profissão ainda é desvalorizada. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2015 o Brasil será o sexto país do mundo com o maior número de pessoas idosas. E o aumento considerável do número de visitas aos consultórios tem como resultado poucos profissionais especializados.

Para se ter uma ideia, de acordo com o médico, há cerca de 950 médicos geriatras em todo o país.

“Não necessariamente as pessoas devem procurar primeiro o geriatra em todas as situações, mas a formação do geriatra permite a visão no indivíduo como um todo e não fragmentado em órgãos ou sistemas. Este tipo de olhar pode ajudar o paciente a escolher a melhor opção considerando as várias possibilidades”, recomenda o especialista.

Faz parte da consulta a investigação de todos os fatores que influenciam a saúde, sejam eles clínicos, sociais, ambientais ou familiares.

A Abbott Nutrition em parceria com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia querem educar a população sobre a especialidade de geriatria como a melhor opção para quem busca um envelhecimento saudável. Espalhe essa ideia.

Para saber mais:
– Aposentados de volta ao mercado de trabalho
– Como economizar com planos de saúde na aposentadoria

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui