Início Saúde Física Fragilidade da capital paulista

Fragilidade da capital paulista

23
2

Esse título sugere que a matéria possa tomar rumos financeiros, econômicos, ou socioeconômicos, mas a história é outra, iremos tratar de um assunto que atinge pessoas da terceira idade, e que chega mais cedo em países subdesenvolvidos: a Síndrome da Fragilidade em idosos.

A doença faz com que o idoso fique incapaz de desenvolver atividades básicas com maior segurança. Eles perdem mais peso, se sentem mais fracos, fazem as atividades diárias com menor velocidade.

O grupo que tem mais riscos de contrair as doenças são as mulheres negras, com baixa escolaridade, menor renda, pior estado de saúde, que têm mais doenças coexistentes, e doenças crônicas.

A Síndrome da Fragilidade no idoso é provoca por fatores que começam a aparecer nessa fase, como falta de paladar. Quando o idoso não sente o gosto da comida ele tem menos vontade de comer, e fica mais fraco e cansado, dessa maneira as atividades físicas diminuem, e eles ficam mais vulneráveis às doenças.

Idosos paulistas são mais frágeis
Quase metade da população de idosos da capital, que é de 1,2 milhão, sofre com a Síndrome de Fragilidade. Além disso, os idosos da capital são atingidos pela doença mais cedo que nos países desenvolvidos. Foi o que revelou um estudo feito pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui