Início Saúde Física Fique de olho nos sintomas da gastrite

Fique de olho nos sintomas da gastrite

43
0

gastrite2_http://blogs.odiario.comAquela dor no estômago pode não ser somente uma indisposição causada por algo que você comeu, e sim um sinal de algum problema mais grave, como a gastrite. Um mal estar comum costuma ser temporário e passageiro, a gastrite geralmente é mais persistente, mas você sabe quando realmente os sintomas estão associados a esta doença?

Saber identificar os sinais e sintomas da gastrite, assim como descobrir as suas causas, é importante para iniciar o tratamento e evitar as complicações que a doença traz. “O que as pessoas precisam constatar, é que a gastrite chega como forma de alerta de que algo no organismo não está funcionando bem”, observa Leandro Batista de Azevedo, médico gastroenterologista da Unimed Costa Oeste.

Um dos sintomas é de dor na boca do estômago, que pode ir para outros locais, se surgirem complicações. A dor pode vir acompanhada de queimação ou azia, podendo piorar quando a pessoa se deita depois de uma refeição mais volumosa ou rica em gorduras. Perda do apetite, náuseas e vômitos também são sintomas de gastrite, assim como a presença de sangue nas fezes e no vômito.

A gastrite é uma inflamação da mucosa interna que reveste o estômago causado pelo excesso de ácido ou pela diminuição da camada de muco que protege o estômago. A alimentação desequilibrada, o estresse e o sedentarismo, são as principais causas.

O médico explica que uma dieta rica em refrigerantes e sucos, que possuem um pH baixo, ou seja, ácido para o corpo, comidas rápidas, como os “fasts foods” e alimentos industrializados, que de uma forma geral possuem pouca fibras fazendo com que sejam rapidamente absorvidos pelo organismo, podem – se consumidos a longo prazo – prejudicarem o funcionamento do trato digestório.

TIPOS DE GASTRITE

Existem diversos tipos de gastrite, entre elas:

Crônica, aguda, enantematosa, erosiva plana, erosiva elevada, viral, por fungos, bacteriana, eosinófila, atrófica, entre outras.  “Dentro do tipo de gastrite, ela pode ainda ser classificada em leve, moderada e intensa” esclarece o gastroenterologista.

**Os sintomas de todas elas podem ser bem parecidos, sendo assim, vale ressaltar que somente o médico especialista é que pode fazer o diagnóstico correto. **

O tratamento é definido levando em conta o tipo e também o estágio em que a doença se encontra. Azevedo ressalta que existem vários medicamentos muito eficazes que tratam os sintomas da gastrite, no entanto, “o mais importante não é tratar apenas os sintomas, porque geralmente eles voltam após a interrupção dos remédios, mas as causas”.

Para o médico, optar por uma mudança positiva na alimentação e, principalmente na rotina, o que levará a diminuição do estresse contínuo, são atitudes que resultam no controle efetivo da gastrite e de muitas outras doenças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui