Início Saúde Mental Ficar sem celular se tornou uma fobia

Ficar sem celular se tornou uma fobia

76
0

A nomofobia

O sentimento de angustia causado por ficar sem celular ou a incapacidade de ficar longe dele por mais de um dia recebeu o nome de “nomofobia”, termo que surgiu na Inglaterra e é uma contração das palavras em inglês “no mobile phobia”.

O medo de ficar sem celular normalmente afeta os viciados em redes sociais que não suportam ficar desconectados e usam os smartphones como uma plataforma de se manterem online.

No país de seu surgimento, a “nomofobia” afeta 66% das pessoas, que dizem se sentir muito angustiados com a ideia de perder o celular.

As novas tecnologias possibilitaram o acesso rápido e fácil para vários tipos de informações e serviços: mapas, guias, restaurantes próximos, compras, planejamentos, conectividade, entre outros.  Além disso, muitas pessoas criaram o hábito de agendar todos os compromissos, gravar todos os contatos e organizar seu planejamento diário nos celulares e, por isso, a ideia de ficar sem o auxilio do aparelho  gera a percepção de isolamento do mundo.

No mundo moderno, as informações, as tarefas e as obrigações são muitas e isso exige que as pessoas realizem muitas funções ao mesmo tempo, precisando realizá-las com certo imediatismo. Dessa maneira, se não estiverem conectadas na rede não será possível responderem algo instantaneamente e poderão perder algo importante. e, por isso, podem desenvolver formas de ansiedade e nervosismo pela falta do celular.

Para ler mais sobre os efeitos do vício ao smartphone, clique aqui.

Porcentagens

“É impossível ficar sem celular por mais de um dia” –

22% dos franceses fizeram essa afirmação. (Mingle)
34% dos adolescentes entre 15-19 anos concordam.
76% dos jovens entre 18-24 anos se enquadram nessa categoria. (SecurEnvoy)

“É difícil, mas conseguiria ficar sem telefone por mais de 24 horas” –

29% das pessoas consultadas se sentem dessa forma.

“Conseguiria ficar sem o celular sem problemas durante um dia” –

49% dos entrevistados concordam.

Curiosidades

☻“Pas Sage a Taba”, escrito pelo francês Phil Marso, foi o primeiro livro escrito inteiramente em SMS. O tema é o tabagismo e busca desencorajar adolescentes a fumarem cigarro. O autor acredita que a linguagem moderna dos SMSs é uma maneira de atingir a população mais nova.

☻Sabia que existe o Dia Mundial Sem Celular? O organizador é Phil Marso. A comemoração ocorre nos dias 6, 7 e 8 de fevereiro todos os anos.Segundo ele, o aparelho é uma ferramenta desumana que isola as pessoas uma das outras.

☻Pesquisa da Cisco revela que 1/3 dos jovens consideram a internet uma necessidade básica humana, como a água e o ar, e 56% deles não aceitariam um emprego que proíbe acesso as redes sociais.

☻Uma pesquisa descobriu que 28% das mulheres põe a culpa nos smartphones, como iPhones e Blackberrys, por estragarem seus relacionamentos conjugais. Outro estudo feito em 2009, revelou que 36% dos jovens admitem twittar e checar atualizações após o sexo. A pesquisa também revelou que 40% dos entrevistados checam as redes enquanto dirigem, 64% usam no trabalho e 65% ficam no Facebook durante as férias. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui