Início Saúde Ambiental Fecha o cerco contra os saquinhos

Fecha o cerco contra os saquinhos

58
0

O projeto que proíbe a venda e distribuição de sacolas plásticas nos comércios da cidade de São Paulo foi aprovado pela Câmara. O próximo passo fica com o prefeito Gilberto Kassab, que pode vetar ou sancionar a lei, segundo o Valor Online.

O objetivo é encontrar alternativas como o uso de sacolas não descartáveis. As sacolas plásticas demoram mais de cem anos para se decompor, poluem os mananciais, entopem bueiros e causam enchentes.

Pelo projeto, a medida entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2012. A multa para o comércio que desrespeitar a lei fica entre R$ 50 e R$ 50 milhões ou a licença comercial suspensa.

Acordo feito também neste mês

O governo do estado e a Associação Paulista de Supermercados (APAS) firmaram um acordo no dia 9 de maio para banir as sacolas plásticas, feitas com petróleo, dos estabelecimentos.

Este acordo só vale para o setor e não prevê punição para quem desrespeitá-lo. As sacolas plásticas deverão ser substituídas por embalagens ecológicas que se decompõe em poucos meses.

A substituição, que deve ocorrer a partir de janeiro do ano que vem, é gradativa e não obrigatória. Outras cidades do país, como o Rio de Janeiro, já aprovaram medidas semelhantes.

Manifestantes do setor químico de São Paulo protestaram contra a medida, afirmando que a ação pode provocar demissões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui