Início Últimas Notícias Doação de órgãos: Rio de Janeiro bate meta de captação de 2012

Doação de órgãos: Rio de Janeiro bate meta de captação de 2012

29
0

O Rio de Janeiro acaba de atingir uma importante marca, a de 200 doadores de órgãos captados em um único ano. Este resultado é inédito na história do estado e foi alcançado dois meses antes do prazo estabelecido pelo Programa Estadual de Transplantes (PET). Ocupando a lanterna no país na área de doação de órgãos até 2010, o Rio registrou nos últimos dois anos o maior avanço nacional em doação por milhão de habitantes, pulando para a atual 3ª posição no ranking.

” Em 2011, tivemos um crescimento de 50% no número de doadores em relação a 2010, chegando a 121. No início de 2012 traçamos uma meta ainda mais ousada de superar o crescimento do ano anterior e chegar a 200 doadores. Acabamos de alcançar este objetivo e a importância deste recorde está nas centenas de vidas que foram salvas por meio dos transplantes realizados”, afirma o coordenador do PET, Rodrigo Sarlo.

Segundo dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), o Rio de Janeiro triplicou a relação de doadores. Em uma medição feita por milhão de habitantes, o estado passou de 5,1 (em 2010) para 15 (em 2012), relação acima da média brasileira, atualmente em 12,8 doadores por milhão de habitantes.

O doador número 200 ajudou a salvar a vida de três pessoas que aguardavam na fila. Foram captados dois rins e fígado nesta segunda-feira (5/11), fazendo a meta de 2012 ser atingida.

Sobre o PET – O Programa Estadual de Transplante foi lançado pela Secretaria de Estado de Saúde em abril de 2010 com o objetivo de aumentar o número de transplantes. Entre as medidas que viabilizaram este crescimento estão o investimento em uma ferramenta de gestão para identificar falhas no processo de notificação de possíveis doadores nos hospitais; a modernização da infraestrutura e dos equipamentos; a capacitação de profissionais de saúde e o investimento em comunicação, visando divulgar o número de telefone 155 para profissionais que queiram comunicar potenciais doadores de órgãos, além de prestar esclarecimento à população.

E você já é um doador? Se ainda não é, corre para o site do PET e saiba mais.

 

Fonte: Saúdeweb

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui