Início Saúde Física Diabetes: Um problema de mais de 280 milhões de pessoas. Entenda a...

Diabetes: Um problema de mais de 280 milhões de pessoas. Entenda a doença e aprenda a conviver com ela

21
3
O círculo azul é o símbolo do Dia Mundial do Diabetes

Comemorado no dia 14 de novembro, o Dia Mundial do Diabetes tem o objetivo conscientizar a população, além de alertar para a criação de estratégias de combate e controle mais eficiente da doença.

Hoje, o diabetes mellitus (nome completo da doença) acomete cerca de 285 milhões de pessoas em todo mundo. Até 2025, esse número deve chegar a 380 milhões. Para se ter ideia, de acordo com o Ministério da Saúde, só no Brasil aproximadamente 11 milhões de habitantes são diabéticos e as projeções indicam crescimento de mais de 67% nos próximos 20 anos.

Mas o que é o diabetes, você sabe?

O diabetes é uma doença crônica caracterizada pela hiperglicemia, ou seja, a elevação da glicose no sangue. O problema ocorre quando o organismo não produz insulina (hormônio gerado no pâncreas que transporta a glicose para as células), suficiente ou resiste à sua ação, resultando em taxas de glicose excessivamente altas.

A doença está relacionada com hereditariedade, obesidade, sedentarismo e alimentação inadequada.

Por isso, quem sofre de diabetes deve manter rígido controle sobre suas taxas de glicose no sangue. Além disso, é importante evitar o sedentarismo e a alimentação também precisa de atenção especial. Caso isso não ocorra, o portador da doença pode sofrer com graves consequências.

Entre suas principais complicações, estão: coma ceto-acidótico ou hiperosmolar, hipoglicemia, lesões nos nervos (neuropatia periférica ou autônoma), lesão renal (nefropatia), lesões na retina (retinopatia), necrose de extremidades e infecções.

Tipos de diabetes

Tipo 1, o mais raro, ocorre em apenas 5% a 10% dos diabéticos: As células que produzem a insulina no pâncreas são destruídas pelo organismo, comprometendo sua produção. O tipo 1 acomete, principalmente, crianças e adolescentes;

Tipo 2, o mais comum, atinge de 90% a 95% dos casos: O organismo produz a quantidade necessária de insulina, no entanto, desenvolve certa resistência ao hormônio, impedindo o controle das taxas de glicose. A prevalência do tipo 2 é em maiores de 40 anos;

– Há ainda o diabetes gestacional, que atinge de 1% a 14% das grávidas: Trata-se da alteração das taxas de açúcar no sangue detectada pela primeira vez durante a gravidez. Pode persistir ou desaparecer após o parto. Os casos registrados são, em geral, em pacientes obesas ou que ganharam peso excessivo na gestação, mulheres que fazem tratamento para pressão alta, são sedentárias e têm alimentação inadequada.

Sintomas

Entre os sintomas mais comuns que atingem os diferentes tipos da doença, podemos citar a vontade de urinar diversas vezes, fome frequente, sede constante, fraqueza e fadiga.

Os diabéticos do tipo 1 ainda podem apresentar perda de peso, nervosismo, mudanças de humor, náusea e vômito. Já no tipo 2, há possibilidade de infecções frequentes, visão embaçada, dificuldade na cicatrização de feridas e formigamento nos pés.

O alto nível de colesterol é outro problema enfrentado pelos diabéticos, que devem evitar a ingestão de gorduras saturadas.

Como tratar

Como já dissemos, o mais importante é manter um rigoroso controle nas taxas de glicose no sangue desde o momento em que a doença é diagnosticada. Além disso, é essencial ter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente e manter o peso saudável.

Vale ressaltar a importância de evitar a ingestão de doces e não ficar mais de 3 horas em jejum. Uma dieta equilibrada é imprescindível para que não ocorram problemas como hipoglicemia (falta de glicose no sangue) ou carência de outros nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

Pode ser necessário ainda o uso de medicamentos e, em alguns casos, a combinação com a aplicação de insulina.

Você sabe se tem ou não diabetes?

Aproveite e informa-se. Algumas palestras, eventos e mutirões de exames gratuitos estão programados para os próximos dias:

São Paulo/SP

– O SESC Pompeia realizará, de 11 a 13 de novembro, uma ação social preventiva em parceria com a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ) para diagnósticos precoces e redução de riscos aos portadores. O evento acontece das 10h às 16h, no Conjunto Esportivo e Área de Convivência da unidade. Na programação, orientações sobre diabetes, campanha com testes de glicemia, avaliação do estado nutricional e atividades físico-esportivas;

– O Hospital Sírio-Libanês promove até domingo, 14 de novembro, uma série de ações destinadas a difundir informações sobre a doença. A programação inclui palestras, medição de glicose, distribuição de informativos de prevenção. A ação é voltada para diferentes públicos, entre os próprios profissionais e pacientes, além das pessoas que circulam pelas proximidades da Rua Adma Jafet, no bairro Bela Vista. No domingo, 14, os profissionais do Sírio Libanês farão a medição da taxa de glicose no sangue durante o Circuito Athenas de Corrida, que acontecerá no Transamérica Expo Center, a partir das 7h.

– Mutirão do Diabético, dia 27 de novembro, às 8h, na rua Botucatu, 820 – Vila Clementino. Para participar é necessário levar documento de identidade (RG), CPF, comprovante de endereço e o “Cartão Nacional da Saúde”, que pode ser obtido em todos os Postos de Saúde da cidade. O paciente não deve ir em jejum. Além disso, é recomendado ir com acompanhante.

Rio de Janeiro/RJ

O Rio será palco de eventos, incluindo a iluminação do Cristo Redentor e dos bondinhos do Pão de Açúcar na cor azul para participar das comemorações do Dia Mundial do Diabetes e conscientizar a população.

– Aterro: No domingo, 14, acontece a IV Caminhada pelo Diabetes do Rio de Janeiro, o V Congresso de Diabéticos do Rio de Janeiro e a IV Campanha de Detecção do Diabetes. Serão oferecidos testes gratuitos de glicose, pressão arterial, acuidade visual, e avaliação de pés diabéticos.

Maracanã: No domingo, 14, a partir das 8h, vários profissionais de saúde estarão no entorno do Maracanã para orientar a população em geral (diabéticos ou não). O ponto de encontro será na estátua do Bellini, e a partir de 8h30 haverá caminhada e corrida. As inscrições podem ser feitas com antecedência pelo telefone (21) 2579-3138.

– Na terça-feira (16), a Sociedade Brasileira de Diabetes vai promover uma oficina para pacientes e familiares no auditório 1 do Hospital dos Servidores do Estado, que fica na Rua Sacadura Cabral. Haverá palestras com médicos, nutricionistas e enfermeiras. A entrada é gratuita e não é necessário se inscrever.

Itabuna/Ba

No dia 13 de novembro acontece o 6º Mutirão do Diabético de Itabuna, no Hospital de Olhos Beira Rio e na Praça Rio Cachoeira, das 8 às 14hs. Alguns dos principais pontos e monumentos da cidade serão iluminados de azul.

O Dia Mundial do Diabetes foi criado pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1991. Celebrado todo ano, no dia 14 de novembro, a campanha conta com a participação de mais de 160 países. O tema para o período de 2009-2013 é “Diabetes: Educar para Prevenir”.


3 COMENTÁRIOS

  1. bom a minha mae eh diabetica,mas ela so cuida da saude dela quando a diabete dela esta muito alta mas o caso dela eh complicado pq ela tem problema nos rins ela ja passou po 2 cirugias mas qnd isso acontece a diabete dela fika em alta eh muito preocupante pq ela nao pd se irritar com nd!…

    • Sinara Bom dia…sou Fernando, eu não tenho diabetes, acho que para melhorar esta sua preocupação tenho algo que poderia estar melhorando a qualidade de vida da vossa mãe…coloco-me a disposição de podermos conversar e pudermos falar por telefone 11 7010-9207 ou email: keyoshi3107@mail.com
      Abraço Fernando

  2. A diabetes e uma doença complexa, pois se o diabético não fizer tratamento e ter uma alimentação cuidada poderá correr o risco de ter outros problemas tais como, problemas visuais (cataratas ), cardíacos, renais, insensibilidade dos membros inferiores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui