Início Saúde Social Desigualdade social: um fator preocupante para o ensino brasileiro

Desigualdade social: um fator preocupante para o ensino brasileiro

45
0

O Brasil está no 75° lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) atualmente, é um país do Terceiro Mundo que está em constante desenvolvimento nos últimos anos, mas ainda possui alguns pontos fracos que poderiam ajudar no crescimento mais rápido do país.

O investimento na educação de uma nação faz com que o país melhore em muitos aspectos, como na diminuição da violência. Além de formar pessoas melhores que saberão correr atrás de seus direitos, e terão mais capacidade de se desenvolver socioeconomicamente, assim melhorando a qualidade de mão-de-obra dentro do país.

A educação é a base de um país, quanto mais profissionais qualificados em diversas áreas de atuação, mais o país cresce, não precisando importar tecnologias e descobertas fora do território nacional. Para isso é preciso investir mais na rede pública de ensino.

Através de um estudo feito no Brasil, o Projeto Geres, pesquisadores descobriram que há uma grande diferença entre a qualidade de ensino entre alunos de escolas particulares e públicas que ingressaram na 1ª série. E essa diferença se estende até a quarta série do ensino fundamental.

Para os especialistas, o governo tem que investir mais no ensino infantil, que começa nas creches e pré-escolas. Além disso, os pais têm um papel fundamental na educação dos filhos, práticas como ler histórias antes da criança dormir, podem fazer com que a criança tenha mais interesse pela leitura e aprenda a ler e interpretar mais rápido.

As famílias que têm condições de pagar escolas particulares para os seus filhos, desde muito pequenos, conseguem deixar eles um passo a frente das demais crianças, cujo as famílias não têm a mesma condição financeira.

“É importante lembrar que todo cidadão brasileiro têm o mesmo direito perante
a constituição, portanto, é preciso que o governo dê a devida atenção a população mais carente.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui