Início Últimas Notícias Dengue tipo 4: Alerta sobre possível retorno do vírus no Brasil

Dengue tipo 4: Alerta sobre possível retorno do vírus no Brasil

17
1

O governo emitiu um alerta para todas as secretarias estaduais da Saúde sobre a possibilidade do retorno do vírus da dengue tipo 4 no Brasil.

A preocupação é do risco de epidemias e casos graves, em razão de a maioria da população nunca ter entrado em contato com esse agente causador da doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também recebeu informe sobre a suspeita do governo brasileiro pelo fato de o País não registrar a presença do sorotipo há 28 anos.

Casos suspeitos

O Ministério da Saúde identificou quatro casos suspeitos em Roraima, todos registrados na capital, Boa Vista.

Os casos são de dois homens, com idade entre 43 e 45 anos, e duas mulheres de 12 a 19 anos. Os quatro são moradores dos bairros Pricumã, Buritis, Santa Teresa e Cidade Satélite. Apenas um deles ficou internado para observação, mas foi liberado em seguida.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Roraima, o primeiro caso suspeito foi notificado no dia 30 de julho.

As amostras tiveram resultado confirmado por exames preliminares feitos no Laboratório Central do Estado (Lacen-RR), mas foram encaminhadas para o Instituto Evandro Chagas (IEC) para a realização de contraprova e testes complementares.

Uma remessa extra de medicamentos e inseticidas foi enviada para Roraima para a aplicação de fumacê e tratamento de pacientes com suspeita da doença.

De acordo com IEC, as primeiras análises indicam que o vírus das amostras de Boa Vista é semelhante ao que circula na Venezuela, país fronteiriço com Roraima.

Dengue tipo 4

O sorotipo DENV-4 não era detectado no Brasil desde 1982, mas já circula há vários anos em dez nações das Américas, incluindo o Peru, a Colômbia, o Equador e a Venezuela.

Os quatro sorotipos virais da dengue provocam os mesmos sintomas: dores de cabeça, no corpo, nas articulações e atrás dos olhos, febre, diarreia, vômito, entre outros. A forma de tratamento também é a mesma, independentemente do tipo de vírus.

Reincidência

Há dois anos, um grupo de especialistas da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas causou polêmica ao relatar a reintrodução do vírus tipo 4 da dengue no Brasil. 

Os cientistas publicaram um trabalho sobre três pacientes examinados em Manaus na revista Emerging Infectious Diseases, do Centro de Controle de Doenças dos EUA, após testes na fundação, revalidados na Universidade de Porto Rico.

O artigo gerou reação do Ministério da Saúde, em razão de os resultados não terem sido revalidados no IEC, unidade paraense de referência para análises do vírus da dengue no País. A pasta chegou a contestar a publicação.

No ano passado, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus e também concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.Mesmo assim, até hoje o ministério não reconhece o trabalho.

Números da dengue em Roraima

Até o dia 3 de julho, Roraima registrou mais de 4,8 mil casos de dengue. O Estado está entre os que atingiram a maior taxa de incidência da doença, mas hoje registra tendência geral de queda de casos.

Dengue tipo 1 – Vírus que estava inativo há 20 anos volta a ser identificado no RJ

*Com informações da Agência Brasil.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui