Início Saúde Ambiental Copa do Mundo de Futebol e toneladas de gás carbônico

Copa do Mundo de Futebol e toneladas de gás carbônico

30
0

Segundo estudo divulgado pela Personal CO2Zero, a Copa do Mundo de Futebol de 2014 (incluindo a construção e reforma de estádios, a infraestrutura do entorno e o deslocamento internacional) vai resultar na emissão de mais de 11 milhões de toneladas de gás carbônico no Brasil.

Crédito: Alexandre Durão/G1

Durante o evento, as emissões somariam 3,01 milhões de toneladas de CO2 associadas, principalmente, às viagens aéreas e terrestres entre as 12 cidades anfitriãs das partidas.

Esses milhões significam 46.946 hectares de floresta para sequestro futuro de carbono, cerca de 34,5% do Pantanal, ou ao consumo de energia de 181.254 domicílios brasileiros pelo período de um ano.

De acordo com o estudo, entre as cidades mais emissoras estão São Paulo, Salvador, Natal e Rio de Janeiro. Juntas, elas respondem por 56,7% das emissões estimadas. A cidade que menos polui, de acordo com o relatório, é Recife.

A sustentabilidade da Copa 2014 será debatida nos próximos dias 12 e 13, em Brasília, por representantes das 12 cidades-sede que apresentarão estudos de caso de sustentabilidade a partir das intervenções urbanas já em curso nos municípios.

*Com informações da Agência Brasil e portal G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui