Início Saúde Física Como aumentar a Vitamina D com alimentação

Como aumentar a Vitamina D com alimentação

A vitamina D pode ser desenvolvida de outras maneiras. Quais?

256
0

A deficiência da Vitamina D é um dos fatores que facilitam a complicação do novo Coronavírus. A vitamina é produzida pelo próprio corpo e pela exposição ao sol. Mas como mantê-la em dia se estamos numa pandemia? Muita gente ainda não está saindo de casa. Então, podemos de alguma outra forma deixar os níveis dela saudáveis? Sim, através da alimentação.

Segundo o nutricionista e professor Dr. Nelson Justino, do curso de Nutrição do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê, alimentos ricos em vitamina D são peixes (sardinha, tilápia e até óleo de fígado de peixe) e frutos do mar de um modo geral, como ostra, camarão, lagosta e também pode ser encontrada na gema do ovo, leites e derivados.

Além de manter uma proteção contra o novo Coronavírus, a vitamina D também previne algumas doenças, como câncer, diabetes, hipertensão e obesidade.

Para isso, a exposição a sol precisa ser de 90 a 120 minutos por semana para que alcance os níveis ideias no corpo. Já pela alimentação é interessante que a quantidade seja em torno de 600 a 1000Ui (unidades internacionais) por dia. O que varia dependendo dos hábitos do indivíduo e da sua rotina de exercícios.

Um acompanhamento profissional é o ideal para não ficarmos debilitados. Muitos aplicativos pensaram nisso para facilitar o acesso e evitar a ida ao médico de forma desnecessária. O App Avatar da Saúde (https://avatardasaude.com.br/cuide-se#app_nutricao) coloca você em contato direto com as nutricionistas online. Nele você recebe orientações diárias de alimentação e pode estipular metas para conseguir se alimentar da forma correta para suprir a quantidade de vitamina D necessária para o seu corpo.

Não vamos deixar que o isolamento social seja sinônimo uma saúde frágil e debilitada. Cuide-se!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui