Início Saúde Física Cientistas estudam risco de transmissão sexual do vírus da zika

Cientistas estudam risco de transmissão sexual do vírus da zika

82
0

Inúmeras pesquisas sobre a transmissão do zika vírus ainda são realizadas, entre elas uma que busca responder a seguinte dúvida: é possível transmitir por meio da relação sexual o vírus da zika?

De acordo com documento da Organização Mundial da Saúde (OMS), “o zika foi isolado no sêmen humano, e um caso de possível transmissão sexual foi descrito. No entanto, mais provas são necessárias para confirmar se o contato sexual é um meio de contágio”. Para os médicos, diante da dúvida, é indicado proteger-se.

A dúvida referente a este tipo de transmissão surgiu após o conhecimento de dois casos publicados na BBC Brasil:

“Em 2013, durante um surto de zika na Polinésia Francesa, o vírus foi detectado no sêmen de um homem de 44 anos. Ele havia apresentado sintomas típicos da infecção por zika: febre, dores de cabeça e nas articulações. Após alguns dias, o paciente notou vestígios de sangue no sêmen e procurou atendimento médico. Exames detectaram o vírus no material coletado.

Neste caso, não houve a comprovação de infecção de uma segunda pessoa pela via sexual, mas, sim, da contaminação do sêmen pelo chamado vírus replicante, ou seja, capaz de gerar a propagação da doença.

No segundo caso abordado pela literatura científica, o sêmen do paciente com zika não foi examinado. No entanto, a esposa deste paciente teve a zika diagnosticada e a única explicação plausível seria o contágio sexual.

Foi o caso do cientista americano Brian Foy, em 2008. Ele havia visitado uma região do Senegal afetada por zika e, ao retornar para casa, no Colorado, Estados Unidos, teria infectado sua esposa durante uma relação sexual um dia após seu retorno.”

Os pesquisadores, ao estudarem estes casos e outros que apareceram, notaram que se diversos fluídos, como a saliva, também pudessem transmitir o vírus, outras pessoas poderiam adquirir a doença, além da esposa ou do marido. Além disso, nas relações sexuais, as mulheres apresentam chance maior de contaminação durante o sexo, por causa da penetração ou via oral. Isto explica o fato de os pacientes infectados serem em sua maioria mulheres.

Nenhuma pesquisa ainda é conclusiva, mas é importante manter o cuidado e usar preservativo para evitar zika e outras doenças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui