Início Últimas Notícias Campanha para diagnóstico da Hanseníase em SP, dia 24

Campanha para diagnóstico da Hanseníase em SP, dia 24

45
0

A hanseníase quando não tratada traz graves sequelas ao portador. É causada pelo bacilo de Hansen, um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado e os olhos. Não é, portanto, hereditária.

A doença geralmente se caracteriza por mancha esbranquiçada ou avermelhada na pele, sem sintomas de coceira, dor ou ardor; dormência nos dedos, mãos, braços e pernas; e dores e inchaços nas articulações.

É importante lembrar que apesar desta forma de aparecimento ser a mais comum, a doença pode se manifestar de outras maneiras, com entupimento e sangramento no nariz, perda de olfato, queda de cílios e sobrancelha, olhos avermelhados, secos, com intolerância à luz e feridas nos pés.

A transmissão da doença se dá pelas vias aéreas. O tratamento é feito à base de medicamentos e pode levar de 6 meses a 1 ano, dependendo do tipo de lesão.

O Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, promove uma campanha para diagnosticar a hanseníase neste sábado, dia 24 de julho.

Local: Prédio dos Ambulatórios do Instituto Central do HC
Endereço: Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 155, próximo à estação do Metrô Clínicas, na capital paulista.
Horário: Das 8 às 15 horas

Médicos avaliarão os pacientes e se o problema for detectado, os pacientes serão tratados pela Dermatologia do HC.

Não marque bobeira! O Brasil ocupa o primeiro lugar do ranking da doença há mais de 5 anos, segundo a Organização Mundial da Saúde. São 4,6 doentes para cada 10 mil habitantes, enquanto a Índia, berço da moléstia, apresenta 2,4 doentes para cada 10 mil pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui