Início Saúde Física Alguém falou e me salvou!

Alguém falou e me salvou!

19
0

Quando o tema significa mais vida, temos mais é que usar dias, meses ou anos para atrair a atenção necessária.

Hoje não é diferente: 27 de setembro celebra-se o Dia Nacional da Doação de Órgãos. Culturalmente, o brasileiro aceita transplante de órgãos, mas na prática, poucas famílias permitem, informa a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) à CBN.

Para ser doador não é necessário deixar nada por escrito, mas é fundamental comunicar a sua família o desejo da doação. Eles sim terão que fazer a autorização.

Em janeiro deste ano, a ABTO promoveu um concurso a fim de espalhar a mensagem: Para Doar é só Falar. Eles receberam um monte de vídeos lindos abraçando a causa. Veja abaixo o primeiro, segundo e terceiro colocado. Escolha o seu preferido e compartilhe.

1° Colocado

2° Colocado

3° Colocado

Chega de MITOS ao redor do tema! A ABTO, com informações da United Networks for Organ Sharing, esclarece os principais:

1) Se os médicos do setor de emergência souberem que você é um doador, não vão se esforçar para salvá-lo.
Se você está doente ou ferido e foi admitido no hospital, a prioridade número um é salvar a sua vida. A doação de órgãos somente será considerada após sua morte e após o consentimento de sua família.

2) Quando você está esperando um transplante, sua condição financeira ou seu status é tão importante quanto sua condição médica
Quando você está na lista de espera por uma doação de órgão, o que realmente conta é a gravidade de sua doença, tempo de espera, tipo de sangue e outras informações médicas importantes.

3) Somente corações, fígados e rins podem ser transplantados.
Órgãos necessários incluem coração, rins, pâncreas, pulmões, fígado e intestinos. Tecidos que podem ser doados incluem: córneas, pele, ossos, valvas cardíacas e tendões.

4) Você está muito velho para ser um doador.
Pessoas de todas as idades e históricos médicos podem ser consideradas potenciais doadoras. Sua condição médica no momento da morte determinará quais órgãos e tecidos poderão ser doados.

5) Há um verdadeiro perigo de alguém poder ser drogado e quando acordar, encontrar-se sem um ou ambos os rins, removidos para ser utilizado no mercado negro dos transplantes?
Essa história tem sido largamente veiculada pela Internet. Não há absolutamente qualquer evidência de tal atividade ter ocorrido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui