Início Saúde Física ABC da Hepatite

ABC da Hepatite

62
5

Hepatite é o nome de qualquer inflamação no fígado provocada por substâncias químicas ou por microorganismos.

A classificação por letras é quando o problema no fígado é causado por um vírus e apesar de hepatite A, B e C serem as mais comuns, acredite, existe também D, E, F e G.

Cada uma das letras corresponde a um tipo de vírus que ataca o fígado de maneira diferente. Muitas vezes, nosso próprio organismo se responsabiliza por eliminá-lo e nem notamos a presença dele, mas também existem variações que se agravam e podem levar à morte.

Veja os principais tipos:

Hepatite A

Contágio: Por via oral, principalmente água contaminada. Na maioria das vezes, fezes de pacientes contaminam água de consumo ou alimentos.

Sintomas: Pode ocorrer um mal estar generalizado, cansaço, falta de apetite, febre, náuseas, vômito, diarréia, cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos e escurecimento da urina.

Tratamento: Em 99% dos casos, ela é curada naturalmente pelo organismo em duas ou três semanas. Às vezes, pessoas não apresentam sintomas e só descobrem que tiveram a doença por exames de sangue casuais. Já existe vacina contra ela.

Hepatite B

Contágio: Pelo sangue, através de seringas e agulhas não esterilizadas, geralmente utilizadas por usuários de drogas e por  relação sexual sem proteção.

Gestantes portadoras do vírus também podem transmitir a doença para o bebê.

Sintomas: São os mesmos da hepatite A. Mal estar generalizado, cansaço, falta de apetite, febre náuseas, vômito, diarréia, cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos e escurecimento da urina. Pode aparecer coceira no corpo.

Tratamento: Em 50% dos casos, ela desaparece naturalmente, sendo que se levarmos em conta só adultos, o número de casos em que a doença desaparece aumenta. Quando se agrava, torna-se crônica. Recém nascidos e crianças têm bem mais chances de ter esse estágio avançado da doença. Já existem remédios eficazes e vacina.

Hepatite C

Contágio: Pelo sangue e *acredita-se que por contato sexual sem proteção

Sintomas: Os mesmos dos outros tipos, mas a pessoa pode não apresentar sintomas na fase aguda ou serem muito leves, antes de tornar-se crônica. Em outros casos, os sintomas aparecem décadas depois da contaminação através de alguma complicação, como cirrose ou câncer de fígado.

Tratamento: Já há tratamento para a fase aguda, portanto pessoas suspeitas de terem sido contaminadas merecem atenção, já que em 80% dos casos ela se torna crônica.
Não há vacina.

*Novo estudo
Pesquisa da USP verificou que a presença do vírus é maior em homens jovens que tiveram muitos parceiros sexuais. Apesar de todas as evidências, não há comprovação, ainda, da transmissão do vírus por via sexual.

Restou alguma dúvida? Não deixe de perguntar!

5 COMENTÁRIOS

  1. Sou portador do viros da hepatite (C) gostaria de saber se existe um tratamento, alguma droga que possa me dar uma chance de sobreviver mas ums dias . Pedro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui