Início Saúde Social ‘Pet Shops amigas dos animais’: venda proibida dos bichinhos

‘Pet Shops amigas dos animais’: venda proibida dos bichinhos

26
2

A maior organização americana de proteção animal, Human Society, promove uma campanha antifábrica de filhotes: pet shops de 35 cidades dos Estados Unidos já baniram a venda de animais para promover a adoção consciente.

Algumas cidades estão proibindo por lei a venda de cães, gatos e outros bichos pequenos. A intenção é evitar a compra por impulso, já que abrigos do país inteiro estão lotados de animais que precisam de um lar.

O hamster é a maior vítima de compras por impulso e quase todos os rejeitados acabam sendo sacrificados.

Segundo a Organização responsável pela iniciativa, não existe nenhum argumento a favor de fábrica de filhotes, que criam milhões de animais em condições chocantes e cruéis – muitos animais acabam com problemas psicológicos sérios ou problemas de saúde.

O alerta foi dado: os filhotes crescem em pequenos canis sem oportunidade de se socializar, sem contar que são abandonados quando ficam velhos.

Leis em pauta

A Câmara da cidade de West Hollywood, Califórnia, baniu a venda de gatinhos e cachorrinhos. As lojas terão autorização para vender animais de abrigos do sul do estado, mas não animais vindos de criadouros comerciais.

Já São Francisco propôs uma lei que tornaria ilegal a venda de qualquer animal, mas há quem acredite que não deveria ser tão radical: se existisse um tempo necessário para a pessoa pensar antes de adotar um animal, muitas compras irresponsáveis seriam evitadas.

O que acha da medida? Deveria ser adotada em outros países? Comente!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui