Ocultar

Tuberculose no Brasil: Mais de 57 milhões de infectados e plano de combate para eliminação da doença em 5 anos


Parte do grupo composto por 22 países que concentram 80% dos casos de tuberculose no mundo, o Brasil integrará o plano internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para eliminação da doença em um prazo de cinco anos.

O objetivo é aperfeiçoar a prevenção, diagnóstico e tratamento da tuberculose.

O Ministério da Saúde alerta que a doença ainda é um problema de saúde pública no País, com cerca de 57 milhões de pessoas infectadas – pessoas que têm o bacilo, mas não necessariamente manifestam a doença.

Até 2015

O Brasil está entre os países que assinaram a Declaração do Milênio, documento que estabelece, entre outras metas, reduzir à metade (em relação a 1990) a incidência e a mortalidade por tuberculose até 2015.

De acordo com o ministério, o País deverá atingir a meta antes do período determinado. A estimativa do governo brasileiro é chegar a 2011 com menos de 70 mil novos casos e a 2015 com 45 mil novos casos anuais.

Até 2050, o objetivo é eliminar a tuberculose como problema de saúde pública.

Números da doença

A incidência estimada é de 37,8 casos de tuberculose para cada 100 mil brasileiros. Anualmente, são notificadas cerca de 72 mil novas infecções e 4,7 mil mortes decorrentes da doença no País.

Apesar dos altos índices, as taxas de incidência e de mortalidade por tuberculose, de acordo com o ministério, estão em queda há mais de uma década. Nos últimos 19 anos, os novos registros caíram 26% e as mortes, 32%.

No mundo

Cerca de 10 milhões de pessoas são infectadas por ano, das quais 4 milhões são mulheres e crianças. Pelas estimativas mais recentes, pelo menos 2 milhões morrem anualmente por causa da tuberculose. Os países com maior incidência estão concentrados na África e na Ásia, de acordo com a OMS.

A diretora-geral da entidade, Margaret Chan, afirmou que é urgente uma ação conjunta pela erradicação da tuberculose. Segundo ela, os programas de combate à doença têm registrado “queda lenta” nas ocorrências desde 2004.

O plano lançado ontem (13) inclui diagnósticos rápidos, testes eficazes, tratamentos específicos e vacina. Para a implantação, a Organização Mundial da Saúde pretende repassar cerca de US$ 37 milhões para os países onde a incidência da doença é considerada elevada. Serão aproximadamente US$ 2,8 milhões por ano.

Para os especialistas, é fundamental obter mais recursos para o desenvolvimento de pesquisas envolvendo aproximadamente US$ 10 bilhões.

Tuberculose e a AIDS

Além dos altos índices da tuberculose no mundo, a preocupação dos especialistas é que doentes contaminados pelo vírus do HIV têm seu estado de saúde agravado porque também adquirem a doença. De acordo com a OMS, cerca de 500 mil doentes com HIV também têm tuberculose.

Veja mais sobre a tuberculose:

- Novo exame para detectar tuberculose: Redução de 2 meses para 2 horas

- Tuberculose – Bacilo Koch cercado por especialistas brasileiros

*Com informações da Agência Brasil.

Comente

Deixe aqui sua opinião...