Ocultar

Hepatite – Como reduzir a doença no Brasil?


O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (28), Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, uma série de medidas para reduzir a hepatite no País, entre elas a ampliação da aquisição de doses de vacina contra a hepatite B, uma das formas da doença que mais atinge o Brasil.

Mais vacinas

No ano passado, segundo o Ministério, foram adquiridas 33 milhões de doses de vacinas contra a hepatite B para serem usadas em 2010. Neste ano, serão compradas 87 milhões de doses para serem utilizadas em 2011.

O motivo é a expansão da imunização para jovens entre 20 e 24 anos. Atualmente, a vacinação contra a doença atinge apenas pessoas com idades entre 0 e 19 anos. Até 2012, o governo quer expandir a vacinação para jovens de 25 a 29 anos.

Crescimento

A intensificação das ações contra a hepatite B é resultado de um estudo do governo federal, que apontou um crescimento de casos entre 1999 e 2009.

De acordo com o Ministério, nos dez anos de estudo mais de 96 mil pessoas foram contaminadas pelo vírus da doença. Entre elas, cerca de 50% dos casos estão concentrados na faixa etária de 20 a 39 anos.

A transmissão da hepatite B se dá principalmente por meio de relações sexuais, acidentes com instrumentos contaminados por sangue ou pela gravidez, quando a mãe está infectada.

A vacina para hepatite B passou a ser oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a partir da década de 1990. Ela é oferecida em três doses, tanto para criança, quanto para adolescentes.

Uma vez imunizado contra hepatite B, o paciente também está protegido de ser infectado pelo vírus D.

Formas da doença

A hepatite é manifestada nas formas A, B, C, D e E. A causas de contaminação vão desde alimentos mal lavados até a falta de prevenção nas relações sexuais.

Os tipos B e C foram os mais comuns no Brasil nos últimos dez anos, segundo o Ministério da Saúde.

Contra a hepatite C, ainda não há vacina disponível. Essa forma da doença acumula o maior número de mortes nos últimos dez anos: mais de 14 mil pessoas, entre 60,9 mil casos confirmados. Muitas vezes o paciente descobre que está com hepatite C apenas quando vai doar sangue.

Campanha

Para alertar sobre as hepatites, o Ministério vai lançar uma campanha nacional de televisão, em que mostra um estádio de futebol cheio, mas com uma torcida silenciosa, para mostrar que a doença pode atingir o paciente sem apresentar nenhum tipo sintoma.

Os ex-jogadores da seleção brasileira de futebol Jairzinho, Félix e Paulo César Caju vão participar da campanha.

O Ministério da Saúde informou que em 2010 foram investidos R$ 274 milhões na compra de medicamentos utilizados no controle das hepatites B e C.

Prevenção

Em 2011, os postos de saúde que atendem os portadores de hepatites virais passarão a distribuir preservativos, como forma de conter a expansão no número de casos da doença.

Também para o próximo ano, uma das metas do governo é que todas as gestantes que buscam tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS) recebam cobertura vacinal contra a hepatite B.


Comentários

2 Respostas para “Hepatite – Como reduzir a doença no Brasil?”

Comente

Deixe aqui sua opinião...