Esta doença incapacitante pode ser controlada com a melhor adesão ao tratamento multidisciplinar e o avanço dos conhecimentos científicos da área.