Vacina está disponível na rede pública de saúde e é a medida de prevenção mais eficaz contra a doença

Peça inspirada em personagens de Monteiro Lobato mostrará às crianças a importância da vacina contra a gripe

Balanço contabiliza doses aplicadas em idosos, profissionais de saúde, crianças, gestantes, puérperas, professores e doentes crônicos desde o início da campanha; vacinação continua até 1º de junho

A parceria entre o Ministério da Saúde e uma universidade norte-americana colaborou para o rápido desenvolvimento deste método de prevenção.

Não há nenhuma previsão de data ainda. Certas Unidades Básicas de Saúde ainda têm vacinas.

A partir de 30 de abril, a população já poderá ser imunizada contra a influenza.

Vacina contra a dengue ainda não está disponível no mercado. A prevenção ainda é o melhor remédio.

Todas as meninas de 9 a 11 anos devem comparecer a qualquer SUS para serem vacinadas.

O vírus da gripe costuma ser mutável e por este motivo sua vacina não é totalmente eficiente. Mas a nova vacina promete proteger contra qualquer vírus Influenza.

Cerca de 4 mil pessoas que tiveram contato com um caso de ebola foram vacinadas. O resultado foi 100% eficaz.

A pesquisa realizada com aves aumenta o cuidado dos cientistas com as próximas vacinas.

Até 31 de dezembro, crianças terão de ir ao posto de saúde para serem vacinadas.

Gestantes e profissionais de saúde devem ser vacinados.

Grupo queixa de vacina ter sido a causadora da paralisia em membros inferiores.

Em três anos, testes em humanos serão realizados.

A campanha nacional ocorrerá até setembro.

Desde sexta-feira passada (24/01) o Blog da Saúde fez uma série com 6 posts sobre a campanha de vacinação. Perdeu algum dos posts? Confira todos na integra!

Serão 36 mil postos da rede pública, preparados para vacinar 80% do público-alvo, composto por 5,2 milhões de meninas. Mais de 10,5 milhões de doses serão disponibilizadas.