Segundo recomendações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, mulheres com mais de 35 anos, pessoas com histórico familiar de hipotireoidismo, pessoas que sofreram radiação na cabeça ou pescoço ou pessoas com doenças autoimunes devem fazer exames e investigar problemas na tireoide.

Para esclarecer algumas questões sobre esse assunto a PROTESTE listou alguns pontos importantes para você ficar tranquilo com a sua saúde.

Alvo de piadas sobre sua forma física, Ronaldo fala sobre problemas que anteciparam o fim de sua carreira e abre discussões para compreensão de hipotireoidismo.

Um caso curioso aconteceu no mês passado nos Estados Unidos. Uma mulher de 88 anos deu entrada no NYU Langone Medical Center quase em coma, incapaz de falar ou engolir e mal podendo respirar.

A semana de 25 a 30 de maio será marcada por ações em todo o mundo para a prevenção e conscientização dos riscos de problemas de saúde ocasionados pela glândula tireóide.