Os transplantes de medula óssea ajudam a curar doenças que interferem na produção de células sanguíneas. Mesmo possuindo um dos maiores registros de doadores, as chances da medula ser compatível é de 1 em 100 mil.

A partir de janeiro de 2011, o Registro Nacional de Doares de Medula Óssea (Redome), do Instituto Nacional de Câncer (Inca), deve contar com um sistema de informática que permitirá o cadastramento de doadores pela internet. A novidade trará agilidade e mais chances para um paciente encontrar um doador.

Crescimento no número de unidades do Banco de Sangue de Cordão Umbilical e do número de inscritos no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) aumentam as chances de quem precisa de um transplante de medula.