Salvar vidas deve ser prioridade em situações de risco, dizem médicos