Os primeiros voos comerciais do mundo movidos à biocombustível serão realizados em abril de 2011, com o Airbus A321, da Lufthansa. O combustível é feito com uma mistura de 50% de óleo vegetal hidrogenado e 50% de querosene tradicional. No Brasil, a TAM iniciou testes no mês passado, com óleo de pinhão manso.

Por mês, são 66 sacos plásticos por brasileiro. Um saco demora até 400 anos para se decompor. Os aterros sanitários ficam lotados deles e muitos ainda ficam presos em uma corrente de lixo no oceano Pacífico e Atlântico. Mas e se fosse possível converter o plástico novamente em petróleo?