Saiba quais são os itens que deverão ser levados em conta e quais questões que devem ser levantadas com antecedência.

Brasileiros têm a mania de não poupar dinheiro e isso precisa mudar para pessoas que querem ter um futuro seguro e garantido.

Fazemos resoluções de que vamos economizar para aquela viagem, ou para aquele curso, ou para comprar um carro ou uma casa… mas conseguimos chegar até esses sonhos ao longo do ano?

Uma das frases mais faladas (e cantadas) no Reveillon é a tradicional “muito dinheiro no bolso e saúde para dar e vender!”. No entanto, com a virada do ano, poucas são as pessoas que realmente decidem controlar sua situação financeira. É preciso combinar atitude, disciplina e muita perseverança.

Com a proximidade do final do ano, das férias e das festas de Natal e Ano Novo, geralmente, as pessoas acabam gastando mais do que recebem, contando o décimo terceiro salário. Mas você sabe quanto vai receber?

Administrador, consultor financeiro e autor de diversos livros, entre eles o best-seller “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”, Gustavo Cerbasi conversou com o Blog da Saúde durante o Conarh 2010 e passou dicas de como é possível planejar o futuro sem esquecer o presente.

Não me planejei, e agora? Comprar a prazo ou à vista, qual a melhor opção? Como posso planejar os gastos do mês?

Quando nossas finanças pessoais não estão equilibradas nossa saúde financeira adoece e compromete todas as nossas relações. Para mantermos o controle sobre nosso dinheiro e alcançarmos o sucesso a receita única é o bom senso.