Para aqueles que procuram se preparar para participar de maratonas, é preciso de ajuda médica e de alguns cuidados na hora de se exercitar para evitar problemas de saúde.

Uma pesquisa realizada pela Hear the World Foudantion indicou a torcida mais barulhenta e quais são os cuidados que deverão ser tomados.

Problemas parecidos com o do jogador Neymar Jr. são comuns e preocupantes.

Ao estimular o “cérebro” da medula espinhal, neurocientistas foram capazes de fazer ratos paraplégicos andarem, e até correrem, depois de apenas duas semanas de reabilitação.

O joelho é motivo de grande preocupação entre atletas. O excesso de atividade pode gerar um desgaste na cartilagem e a sobrecarga na tíbia que se deforma sem o amortecimento necessário.

Quem tem tendinite sabe que fortes dores são provocadas e que, às vezes, simples tarefas como apertar o botão, são feitas com dificuldade.

Ronaldo, Phelps, Nadal, ídolos de todos os esportes já sofreram lesões. Elas são um dos maiores inimigos de quem pratica esporte, desde atletas de alto-nível até os de final de semana.

Quando o assunto é esporte competitivo existe toda uma estrutura e acompanhamento profissional, tanto na prevenção quanto no tratamento adequado de fraturas, contusões, luxações, etc. Já entre as pessoas que freqüentam academias ou praticam esportes como lazer não existe a mesma preocupação. É por isso que lesões podem ocorrer em ambos os casos, independente da intensidade ou freqüência do exercício.

Geralmente, as lesões ocorrem na melhor fase do atleta, no ápice de seus treinamentos e quando há estresse pela cobrança. O esportista lesionado deve passar por tratamento e um período de repouso. O retorno às atividades e a competição é extremamente delicado, pois o atleta não estará logo de início nas mesmas condições físicas e psicológicas que se encontrava antes da lesão. A melhor maneira de regressar com sucesso e não sofrer outros prejuízos ocorre de forma gradual com supervisão médica e o apoio dos colegas e familiares.

O Blog da Saúde ouviu o volante palmeirense, Pierre, que sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo durante um treino este mês para contar um pouco da sua experiência.